segunda-feira, 30 de novembro de 2015
domingo, 29 de novembro de 2015
sexta-feira, 27 de novembro de 2015
segunda-feira, 23 de novembro de 2015
sábado, 21 de novembro de 2015
segunda-feira, 16 de novembro de 2015
sexta-feira, 13 de novembro de 2015
quinta-feira, 12 de novembro de 2015
sexta-feira, 6 de novembro de 2015
quinta-feira, 5 de novembro de 2015

A importância da amamentação.

"O leite materno é, sim, fundamental e insubstituível para garantir dezenas de benefícios para você e seu filho. 
Amamentar seu filho só faz bem!
E, depois de tanto tempo de espera, seu bebê finalmente está em seus braços. É você quem vai apresentar o mundo a ele e protegê-lo de todos os problemas. Mas o primeiro e principal cuidado que você deve oferecer ao seu filho é a amamentação. O leite materno é o alimento mais completo e equilibrado que a criança recebe até os 6 meses.
O leite humano tem propriedades que a indústria hoje, com toda a tecnologia mundial, ainda não consegue reproduzir, principalmente na parte imunológica”, diz a pediatra e neonatologista Clery Bernardi Gallacci, do Hospital e Maternidade Santa Joana (SP). Além disso, estudos mostram que o leite materno estimula o desenvolvimento cerebral no primeiro ano de vida. E isso já é comprovado há mais de 30 anos, mas novos estudos surgem para reforçar essa constatação.
O mais novo foi realizado no Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos, e mostrou que, quanto mais tempo uma criança é amamentada, melhor será, ao longo da infância, o seu desempenho em testes que avaliam aspectos da cognição — como aquisição da linguagem, por exemplo. Elas também se saíram melhor em um teste de inteligência verbal e não verbal aos 7 anos. A pesquisa mostrou que cada mês a mais de amamentação aumentou progressivamente a pontuação das crianças nesses testes.

Mas os benefícios não param por aí. Abaixo você confere muitos outros:


1. Fácil de ser digerido, o leite materno provoca menos cólicas nos bebês.





2. Colabora para a formação do sistema imunológico da criança, previne alergias, obesidade e intolerância ao glúten.




3. Contém uma molécula chamada PSTI, responsável por proteger e reparar o intestino delicado dos recém-nascidos.



4. O momento da amamentação aumenta o vínculo entre mãe e filho e colabora para que a criança se relacione melhor com outras pessoas.



5. Previne a anemia.





6. A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê.



7. O ômega 3, presente no leite materno, ajuda no desenvolvimento e crescimento dos prematuros nos primeiros meses de vida.



8. Ajuda no desprendimento da placenta, contribuindo para a volta do útero ao tamanho normal. Com isso, também evita o sangramento excessivo e, consequentemente, que a mãe sofra de anemia.



9. Protege a mãe contra o câncer de mama e de ovário.



10. Amamentar reduz o risco de a mulher desenvolver síndrome metabólica (doenças cardíacas e diabetes) após a gravidez, inclusive para aquela que teve diabetes gestacional.





11. A amamentação dá às mães as sensações de bem-estar, de realização, e também ajuda a emagrecer, pois consome até 800 calorias por dia (mas dá uma fome...).



12. É de graça, natural, prático, e não desperdiça recursos naturais.



13. Está sempre pronto para ser transportado e ingerido (não precisa nem aquecer).



14. Protege a mãe contra doenças cardiovasculares no futuro.



15. Bebês que mamam exclusivamente no peito até os seis meses têm menos risco de desenvolver asma e artrite reumatoide e recebem uma proteína que combate vírus e bactérias do trato gastrointestinal.



16. Além de todos esses, é durante a amamentação, naquele momento só seu e dele, a cada trocar de olhar, que o vínculo vai se formando para sempre! 
Amamentar é um ato de amor! 
Aproveite este momento!"

(Fonte: Revista Crescer)
quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *