segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Chá de Alfavaca: possui ação anti-séptica e analgésica, combate resfriados e dores no corpo, tem ação antioxidante dificultando o surgimento de cancros como o câncer de mama, de útero e de próstata; e outros.


Chá de Alfavaca: tem ação antioxidante dificultando o surgimento de cancros como o câncer de mama, de útero e de próstata; possui ação anti-séptica e analgésica, combate resfriados e dores no corpo, e outros.

Primeiramente é importante saber que a alfavaca-cravo (alfavacão, ocimum gratissimum) e alfavaca (manjericão, ocimum basilicum) são plantas bem parecidas e com muitas indicações semelhantes, porém são plantas diferentes.
Nesta matéria vamos falar sobre o alfavacão, também chamado ou conhecido de alfavaca cravo, conforme a foto abaixo; aquele que possui folhas grandes, medindo até 10 cm de comprimento por 2 a 3 cm de largura, de coloração verde escura, apresentando bordos serrilhados.
A planta pode atingir até uns 2 metros de altura e sua origem é tida como sendo do Oriente, mas com ampla distribuição pelo Brasil. Seu caule pode se tornar muito grosso e lignificado, suportando bem as podas. Sua multiplicação se dá por estaquia ou por sementes. Suas flores são de coloração branca, e seu aroma é muito parecido com o cravo, daí o seu nome popular em algumas regiões de alfavaca-cravo.
A planta mostra alguma evidência de atividade antibacteriana, sendo bastante utilizada na medicina, indústria e agricultura em função das propriedades antifúngica, antibacteriana, antidiarreica, hipoglicemiante e antiinflamatória. Apresenta ainda, ação antisséptica local, sendo utilizada como aromatizante bucal.
Confira os seus benefícios à saúde:

-Possui ação anti-séptica e analgésica: combate resfriados e dores no corpo, de sabor agradável, quando bem quente e adoçado com mel, proporciona um alívio quase que imediato ao doente. Você ainda pode incrementar o seu chá com um pouco de limão cravo, um pouco de canela ou então com alguns dentes de alho, o resultado será fantástico.
O eugenol, presente no alfavaca-cravo, é responsável pelo cheiro característico, e possui excelentes propriedades terapêuticas. No efeito analgésico, o eugenol é usado ainda hoje nos consultórios odontológicos, juntamente com o óxido de zinco para fazer os curativos nos dentes. Além de fazer uma assepsia na cavidade, também auxilia a diminuir a dor.
Devido às suas propriedades, alfavaca-cravo é indicado no tratamento de casos de gripes, resfriados, bronquite, febre, inflamações da garganta e tosse.

-Ação carminativa (combate a formação de gases no intestino), diurética (aumentam a eliminação do sódio (sal) e água através da urina) e sudorífero (que provoca transpiração; que faz transpirar ou suar).
Em algumas regiões também é muito empregado como calmante em casos de nervosismo e até mesmo de paralisia.

-Poderosa ação antioxidante: A planta é rica em compostos antioxidantes como orientim e vicentina, capazes de proteger nosso organismo contra ação de radicais livres. Com isso, ocorre a diminuição do processo de oxidação celular.
Essa ação antioxidante é capaz de retardar o envelhecimento celular, auxiliar na duplicação e renovação celular e ainda dificultar o surgimento de uma série de cancros como o câncer de mama, de útero e de próstata. -Estimulante do organismo como um todo, refazendo processos de grande desgaste energético, antisséptico, analgésico, anti-inflamatório e antipirético ou antitérmico.

O alfavaca-cravo é mais usado nas formas de chá, mas também pode ser encontrado no formato de cápsulas de 250mg, em algumas lojas de produtos naturais.

Chá de alfavaca-cravo:

Coloque um punhado de folhas (a gosto: com mais folhas fica mais forte e com menos folhas fica mais fraco) para ferver em um litro de água. Depois de fervido, adoce com açúcar ou mel e beba 3 a 4 xícaras por dia.

Dicas: Muitas doceiras do nordeste brasileiro utilizam ferver a água com as folhas do alfavaca-cravo antes de preparar os seus doces, pois isto proporcionará um sabor leve e gostoso do cravo. Experimente! Você irá aprovar.
Para dor de garganta: use o líquido para fazer bochechos ou gargarejos 3 a 4 vezes ao dia.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico.)

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *