sexta-feira, 17 de setembro de 2021

O pai que cuida dos filhos não está "ajudando", apenas cumpre a Paternidade.

“O pai que acalma o choro do bebê, que o balança no colo, que troca as fraldas e que lhe ensina as primeiras palavras não está “ajudando” a mãe, está exercendo o papel mais maravilhoso e responsável de sua vida: o da paternidade. Essa é, sem dúvida, uma armadilha escondida da linguagem em que muitas vezes caímos e que é necessário transformar.
Nos dias de hoje, e para a nossa surpresa, continuamos a ouvir muitas pessoas dizendo em voz alta a clássica frase “meu parceiro me ajuda com as tarefas de casa” ou “eu ajudo a minha mulher a cuidar das crianças”. É como se as tarefas e as responsabilidades de uma casa e de uma família tivessem patrimônio, uma característica associada ao gênero e que ainda não evoluiu nada nos nossos padrões de pensamento.
A figura do pai é igualmente relevante à de uma mãe. Contudo, é claro que o primeiro vínculo de apego do recém-nascido durante os primeiros meses se centra na figura materna. No entanto, atualmente a clássica imagem do progenitor cujo foco é a férrea autoridade e o sustento básico do lar deixou de ser sustentável e deve ser invalidada.
Precisamos colocar um fim no sistema patriarcal ultrapassado em que as tarefas são sexualizadas em rosa e azul para provocar mudanças reais na nossa sociedade. Para isso, devemos semear a mudança no âmbito privado de nossos lares e, acima de tudo, em nossa linguagem.
Porque o pai não “ajuda”, não é alguém que passa pela casa e facilita o trabalho de sua parceira de vez em quando. Um pai é alguém que sabe estar presente, que ama, que cuida e que se responsabiliza por aquilo que dá sentido à sua vida: sua família.
O cérebro dos homens durante a criação: Algo que todos nós sabemos é que o cérebro das mães passa por mudanças assombrosas durante a criação de um bebê. A própria gravidez, a amamentação, assim como a tarefa de cuidar da criança todos os dias favorecem uma reestruturação cerebral com fins adaptativos. É algo impressionante. Além de a oxitocina aumentar, as sinapses neuronais mudam para aumentar a sensibilidade e a percepção para que a mulher possa reconhecer o estado emocional de seu bebê.
Mas o que acontece com o pai? Será que ele é um mero espectador biologicamente imune a tal acontecimento? Nada disso. O cérebro dos homens também muda, e faz isso de uma forma simplesmente espetacular. Segundo um estudo realizado pelo “Centro de Ciências do Cérebro Gonda da Universidade de Bar-Ilan”, se um homem exerce um papel primário ao cuidar de seu bebê, ele experimenta a mesma mudança neuronal que uma mulher.
Através de várias imagens do cérebro, retiradas em estudos realizados tanto em pais heterossexuais como homossexuais, foi possível ver que a atividade de suas amígdalas era 5 vezes mais intensa do que o normal. Esta estrutura está relacionada com a advertência do perigo e com uma maior sensibilidade ao mundo emocional dos bebês.
Desta forma, e este dado pode surpreender a qualquer um, o nível de oxitocina secretada por um pai que exerce o papel de cuidador primário é igual ao de uma mulher que também cumpre seu papel como mãe. Tudo isso nos revela algo que já sabíamos: um pai pode se relacionar com seus filhos no mesmo nível emocional que a mãe. A paternidade e a maternidade responsável:

Existem pais que não sabem estar presentes. Existem mães tóxicas, pais maravilhosos que criam seus filhos sozinhos, e mães extraordinárias que deixam marcas inapagáveis no coração de seus filhos. Criar um filho é um desafio e tanto, algo para o qual nem todos estão preparados e que muitos outros enfrentam como o desafio mais enriquecedor de suas vidas.

“Homens e mulheres devem se sentir livres para serem fortes. É hora de vermos os gêneros como um conjunto, não como um jogo de polos opostos. Temos que parar de desafiarmos uns aos outros.”(Discurso de Emma Watson na ONU)

Com isso, queremos deixar claro uma coisa: a boa paternidade e a boa maternidade não têm a ver com gêneros, mas com pessoas. Além disso, cada parceiro tem consciência de suas próprias necessidades e irá realizar suas tarefas de criação e atenção com base em suas características. Ou seja, são os próprios membros do casal que estabelecem a partilha e as responsabilidades do lar com base na disponibilidade de cada um.
Chegar a acordos, ser cúmplices um do outro e deixar claro que o cuidado dos filhos é responsabilidade mútua e não exclusividade de um só irá criar uma harmonia favorecedora em que a criança irá crescer com felicidade, pois terá acima de tudo um ótimo exemplo.
Da mesma forma, e além dos grandes esforços que cada família realiza no seio de seu próprio lar, é necessário que a sociedade também seja sensível a esse tipo de linguagem que alimenta os rótulos sexistas e os estereótipos.
As mães que continuam com sua carreira profissional e que lutam para ter uma posição na sociedade não são “mães ruins”, e nem estão deixando de cuidar de seus filhos. Por outro lado, os pais que dão a mamadeira, que buscam remédios para as cólicas de seus bebês, que vão comprar fraldas ou que dão banho nas crianças todas as noites não estão ajudando: estão exercendo sua paternidade.”

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa.
sábado, 11 de setembro de 2021

Receita de Rosca Caseira.

Receita de Rosca Caseira 

Ingredientes:

1 kg de farinha de trigo
2 envelopes de fermento biológico
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de óleo
1 ovo
1 xícara de leite morno
1 xícara de água
1 pitada de sal

Modo de preparo:

Coloque no liquidificador: os ovos, o açúcar, o sal, o óleo, a água, o leite morno e o fermento. Bata bem.
Em uma bacia coloque a metade da farinha de trigo e misture os ingredientes batidos. Quando tiver consistente coloque o restante da farinha e então sova a massa.
Enrole as roscas no tamanho desejado e coloque em uma forma untada, deixe crescer até dobrar o volume.
Por último, pincele com gema do ovo e espalhe açúcar por cima e leve para assar por 30 minutos em forno médio.

Dica: Quando eu vou enrolar as roscas gosto de colocar pedacinhos de goiabada pra rechear, fica deliciosa, a foto da receita eu coloquei.

Receita testada e aprovada.

A Casa do Pai e da Mãe.

A casa do Pai e da Mãe.

“A casa do pai e da mãe é a única casa que você pode ir quando quiser sem convite.
A única casa que você pode colocar a chave na porta e entrar diretamente.
A casa que tem olhos amorosos que olham fixamente para a porta até te verem.
A casa que lembra os teus dias sem preocupações e a tua felicidade durante a tua infância.
A casa em que a tua presença e o olhar nos rostos da tua mãe e do teu pai são para ti uma bênção e a tua conversa com eles é uma recompensa.

A casa que se você não for, o coração dos seus donos encolhe.
A casa em que se acenderam duas velas para iluminar o mundo e encher a sua vida de felicidade e alegria.
A casa onde a mesa de jantar é para você e não tem hipocrisia.
A casa que se chegar a hora da comida e você não comer, o coração de seus donos vai quebrar e ficar triste.
A casa que te oferece todas as risadas e felicidade.

Oh meus jovens! Descubram o valor destas casas antes que seja tarde demais. Sortudos são aqueles que têm a casa dos pais para ir.”

(Desconheço a autoria, quem souber avise-nos, por favor, para darmos os devidos créditos ao autor deste lindo texto.) 

Foto pessoal.

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

O mundo das “mulheres insuportáveis” tem nome: exaustão.

“Não há ser humano na face da terra que aguente o ter de organizar a casa, fazer o almoço e jantar, cuidar dos filhos, limpar chão, lavar casas de banho, colocar roupa na máquina, estender, guardar, trabalhar, se virar e se revirar, sem que a saúde mental, física e emocional sejam comprometidas.
Geralmente chegamos ao final do dia com sensação de fracasso, de que deveríamos ter mais braços, ser de aço.
Chegamos ao final do dia em débito.
Especialmente com nós próprias...
Cabelo sempre preso.
Algo público e notório e que as mães sempre se deixarão por último.
Ao invés de se aproveitar dessa vulnerabilidade emocional das mães, observe. Não é a toa que vem tensão, sobrepeso, dores musculares, doença. Auto cuidado em declínio dá nisso.
E a conta chega.

Tornamos insuportáveis, chorosas, estressadas, sem paciência, sobrecarregadas e doentes.
Tem dias que dói na alma sentir que somos impotentes, insuficientes, que não estamos a dar conta de tudo.
Mal sabemos que nos cobramos em demasia, pra lá do sobre-humano. Que na verdade, não é que não demos conta.É que não tem como dar conta.
Muitas de nós seguimos tentando o impossível.
A sensação de ter sempre o que fazer e nunca nada está realmente terminado é algo insuportável. Sufoca-nos. E o que muitos não sabem é que é sobre “impotência”, é sobrecarga.
E o que alguns dizem por aí, é que tudo isto tem transformado mulheres lindas e maravilhosas em pessoas insuportáveis. Cobrando mais ao invés de ajudar e de perceber esse pedido de ajuda mudo e angustiante.
Exautão, pessoal. Esse é o diagnóstico. É a consequência de aceitar fardos. De fazer mais do que se pode, se consegue e se suporta.
Este é o mundo das mulheres insuportáveis. Um mundo sem rede de apoio. De não saber dizer “não”.
Exaustão pode virar depressão, ansiedade, cansaço crônico e doença física. É preciso cuidado com as mulheres “insuportáveis”. Elas podem estar por “um fio”, a implorar por um braço estendido disposto a ajudar.

Observem, ajudem, cooperem e enxerguem-nas.”

(Desconheço a autoria, se alguém souber, avise-nos, por favor, para darmos os devidos créditos ao autor deste texto lindo e tão verdadeiro)

Seus filhos não tem a culpa.

“Suas crianças não têm culpa do dia ruim que você teve.
Suas crianças não têm culpa dos problemas com seu parceiro.
Suas crianças não têm culpa das suas frustrações.
Nem os maus tempos no seu trabalho.
Ou eles simplesmente não têm culpa de você não ter cuidado com responsabilidade.
Seus filhos não têm culpa das feridas da sua infância.
Das suas mágoas, dos seus medos. Do seu coração partido.
Eles chegaram para curar, para te ensinar a amar de uma maneira que você nunca imaginou.
Eles chegaram para dar um significado à sua vida que talvez não tivesse antes. Para te ensinar a ser forte e resiliente.
Para te ensinar a lutar e seguir em frente todos os dias.
É nossa obrigação como mamães / papais, dar-lhes uma infância estável, sana, tranquila, mágica, contida em beijos, abraços e muito amor!
Aprender a ser mamães / papais todos os dias, não é fácil.
Nós devemos lutar contra o nosso cansaço, mágoas, receios, situações não resolvidas.
Neles ficará o amor que colocamos nesta estrada durante a sua infância. É a única coisa, o que mais resta. Eles merecem todo nosso respeito e muito AMOR.”

Fonte da pesquisa: Criação com Apego.

Bolo de Laranja Fácil.

Ingredientes:

1 laranja inteira com casca bem lavada e cortada em pedaços
1 ovo
1 copo de açúcar
2 copos de farinha de trigo
½ copo de óleo
½ copo de leite
1 colher de sopa de fermento em pó
Preparo:

Bata no liquidificador: os ovos, o óleo, o leite e o açúcar, depois acrescente a laranja em pedaços e bata mais uns instantes. Após coloque em uma tigela, acrescente a farinha de trigo e misture bem, e no final coloque o fermento em pó e misture.
Coloque a massa em uma forma untada e asse por 40 minutos em fogo médio ou até ver que está dourado e bem assado.
O copo usado para as medidas é o copo americano.

Receita testada, aprovada e fica delicioso.
Créditos da foto: Fran Ribeiro
domingo, 15 de agosto de 2021

Pinhão: contribui com a saciedade; regula o intestino; protege o sistema cardiovascular; e outros.

O pinhão é a semente da Araucária e a parte comestível da pinha. É nativo da região Sul e de algumas áreas do Sudeste do Brasil. Ele é encontrado mais facilmente entre os meses de março e agosto. Antigamente, o pinhão era muito consumido pelos indígenas e ainda hoje está bastante presente em diversas festas típicas do país. Formado pela casca e amêndoa, o alimento se destaca pelo sabor e a textura diferenciada. Possui nutrientes importantes para o organismo como fibras, amido resistente, proteínas e minerais essenciais como ferro, potássio, cálcio, magnésio, zinco e também vitamina C. Além disso, tem baixo teor de gordura e sódio.
Em 100 g de pinhão cozido sem sal há cerca de 175 kcal. Contém também uma quantidade considerável de ômega 6 e 9 e é uma boa fonte de energia. Pode ser consumido por todas as faixas etárias e é indicado principalmente para atletas e crianças em fase de crescimento, devido ao seu aporte calórico.
Confira alguns benefícios do pinhão à saúde:

- Protege o sistema cardiovascular: O pinhão é fonte de potássio. Esse nutriente está associado a níveis reduzidos de pressão arterial. Isso porque ele diminui os efeitos do sódio e alivia a tensão das paredes dos vasos sanguíneos, o que contribui para controlar a hipertensão. Em 100 g de pinhão há 727 mg de potássio. Além disso, possui ômega 6 e 9, que reduzem o colesterol considerado "ruim" do organismo. Ambas as condições de saúde são fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

-Contribui com a saciedade: Esse benefício ocorre por causa das fibras, que ao serem ingeridas formam um tipo de gel no estômago e atrasa o esvaziamento do órgão. Além de promover uma absorção mais gradativa dos nutrientes, o que prolonga a sensação de saciedade. O pinhão possui também o ácido pinoleico, que atua na supressão da fome. Em 100 g do alimento há cerca de 10 g de fibras. Por possuir amido resistente, juntamente às fibras, o pinhão apresenta um baixo índice glicêmico, ou seja, não eleva a glicemia rapidamente. É uma opção saudável para quem tem diabetes porque contém fibras, gorduras boas e aminoácidos que contribuem para evitar os picos glicêmicos no sangue.

-Faz bem para o cérebro: O pinhão é fonte de vitaminas do complexo B, o que contribui para o bom funcionamento cerebral. Por isso, o consumo regular auxilia no raciocínio e na memória. Possui também potássio e fósforo, minerais importantes para o cérebro.

-Regula o intestino: Mais uma vez as fibras são responsáveis por esse benefício e ajudam a prevenir problemas intestinais como a prisão de ventre. Isso porque a ingestão diária de fibras melhora o funcionamento do intestino ao reter uma quantidade maior de água. Como resultado, o organismo passa a produzir fezes mais macias e com mais volume, o que facilita a eliminação. -É aliado da visão: O pinhão faz bem para os olhos, pois contém luteína, um antioxidante importante que evitar a degeneração macular pela idade e diminui os riscos de catarata. E por ter diversas propriedades antioxidantes em sua composição ajuda a eliminar os radicais livres do organismo que causam doenças como câncer e previne também o envelhecimento precoce.

-Indicado para quem tem anemia: O pinhão tem pequenas quantidades de ferro e cobre. O ferro é um mineral importante na prevenção de anemia; já o cobre ajuda na sua absorção. Por isso, essa semente pode ser uma excelente opção de lanche para pessoas com anemia por deficiência de ferro.

-Aumenta a imunidade: Consumir pinhão fortalece o organismo contra doenças como gripes e resfriados. Isso porque ele conta com a presença da vitamina C, que é um antioxidante importante para aumentar a imunidade. Em 100 g do pinhão cozido sem sal há 27,7 mg do nutriente.

O pinhão é consumido cozido ou assado na brasa, mas pode ser adicionado a diversas receitas culinárias. Na forma de farinha substitui a de trigo e faz parte de preparações como pães, bolos e biscoitos. Para isso, basta triturar o alimento em um processador. É uma boa opção para pessoas com doença celíaca, já que não possui glúten. Para quem gosta de variar, é possível inovar na cozinha acrescentando o pinhão em receitas com arroz, batatas, carnes, camarão, massas, farofas e peixes. Vale experimentar em saladas, sopas, yakisobas e receitas doces como cheesecake, brownie, bombons, paçocas, pudins e pavês. Pode também ser servido como petisco com um pouco de sal, orégano e pimenta do reino.

Destaca-se que durante o cozimento em água parte dos compostos bioativos da casca migram para a semente. Por isso, a semente cozida tem uma coloração marrom. E a água do cozimento também pode ser reaproveitada e usada em caldos, por exemplo.

Riscos e contraindicações:

Não é recomendado o consumo dessa semente crua, pois pode ser tóxica para o organismo. O ideal é cozinhar de 30 a 40 minutos em uma panela de pressão com um pouco de água e sal e depois de esfriar retirar a casca para consumir. Pessoas que precisam moderar o consumo de carboidratos devem estar atentas, pois o pinhão é rico nesse nutriente. É importante também evitar consumir na mesma refeição com outros tipos de carboidratos como macarrão ou pão, principalmente à noite. Para se ter uma ideia, em 100 g de pinhão há cerca de 43 g de carboidratos. Para quem possui uma doença renal crônica e estiver com potássio alto no sangue é importante consumir com moderação e buscar uma orientação médica e nutricional sobre a quantidade adequada de pinhão a ser consumida. Por ser calórico, quem quer emagrecer deve ficar atento, pois em excesso provoca ganho de peso.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).

A cama dos Pais (Rita Ferro Rodrigues)

“A cama dos pais tem um ímã e cá para mim (ninguém me convence do contrário) tem uma magia soporífera, um misterioso pó de amor impregnado nas almofadas, que faz com que os filhos adormeçam imediatamente e que o pior dos pesadelos, o mais trepidante terror noturno, fuja a sete pés.
Na cama dos pais, o último refúgio dos medos, a paz é absoluta e total.
Ali chegam, levados por pais extenuados e vencidos, ou pelo seu próprio pé, transpirados e assustados, passarinhos a voar de noite aos encontrões pelos corredores da casa, até chegarem ao lugar dos lugares. Dois colos com lençóis macios e o cheiro dos progenitores. Caem que nem toldos a dormir, apaziguados.
Os pais fingem que se importam, na manhã seguinte: Lá foste tu para a nossa cama! Quando é que aprendes a ultrapassar os medos e a dormir sozinho? Tens de crescer! Mas nem olham muito nos olhos dos filhos quando dizem estas coisas, com medo de que eles descubram que naquele breve regresso ao ninho, ao berço inicial, os pais se enchem de amor e ternura e também eles se confortam nas suas inquietações.
Um pescoço morno. Uma mãozinha gorducha no nosso cabelo. Um pé de regresso à costela da mãe. A respiração tranquila na fronha partilhada.
O desejo secreto de que o ninho fique assim para sempre. E que a manhã demore muito a chegar.
Que o misterioso pó de amor das almofadas preserve para sempre estas excursões noturnas de mimo que não são mais do que um inteligente prenúncio, de uma saudade imensa, dos melhores dias desta vida.”

Texto de Rita Ferro Rodrigues.
domingo, 11 de julho de 2021

CHIA: melhora a saúde intestinal; evita o envelhecimento precoce; reduz o risco de doenças cardiovasculares; e outros.

A chia é uma semente comestível, uma excelente fonte de fibra alimentar, que possui muitos benefícios à saúde. A Chia são sementes da Salvia hispanica, uma planta com flor da família da hortelã nativa do centro e sul do México, ou da Salvia columbariae do sudoeste dos Estados Unidos e México.
As sementes de chia tem em sua composição ômega-3, antioxidantes, cálcio, proteínas, fibras, vitaminas e minerais, que fazem desta semente um excelente complemento nutricional, natural e econômico.
CONFIRA OS BENEFÍCIOS DA CHIA À SAÚDE:

- A Chia melhora o trânsito intestinal, melhora o colesterol e até diminuição do apetite, pois ela é rica em fibras e vitaminas.

-Melhora a saúde intestinal: Também devido ao conteúdo de fibras, as sementes de chia aumentam os movimentos intestinais, evitando a prisão de ventre, mas para que tenham este efeito deve-se consumir as sementes devidamente hidratadas, caso contrário as sementes podem prejudicar a função intestinal, aumentando o risco de colite, por exemplo.

-Reduz o risco de doenças cardiovasculares: A chia tem uma boa quantidade de ômega 3 que atua no organismo reduzindo inflamações, controlando os níveis de colesterol, prevenindo aterosclerose e protegendo o corpo de doenças cardiovasculares e cerebrais, melhorando a memória e a disposição.

- Controla a diabetes: Devido ao elevado conteúdo em fibras, a chia é capaz de evitar o aumento rápido da glicemia, controlando a quantidade de açúcar no sangue, o que é excelente para controlar a diabetes tipo 1 e tipo 2. Além disso, ela reduz o índice glicêmico dos alimentos, devido as fibras, fazendo com que a fome não apareça repentinamente.

-Ajudar a perder peso: As sementes de chia conseguem absorver uma grande quantidade de água e, por isso, formam um gel que ocupa algum espaço no estômago, diminuindo a vontade para comer. O ômega 3 é um nutriente muito importante para as funções cerebrais, pois 60% do cérebro é constituído por gordura, especialmente o Ômega 3. A deficiente ingestão desta gordura está associada a maior perda de memória do idoso e a elevados níveis de sentimentos de angústia e depressão.

-Evita o envelhecimento precoce: As sementes de chia tem antioxidantes que combatem os radicais livres, evitando o envelhecimento das células. Os antioxidantes são substancias que ajudam o organismo a atrasar ou impedir a ação dos radicais livres nas células, evitando danos permanentes que podem, ao longo do tempo, levar ao desenvolvimento de doenças como câncer, cataratas, problemas cardíacos, diabetes e, até, Alzheimer ou Parkinson.

- Ajuda regular o colesterol: A chia possui uma boa quantidade de fibras insolúveis, isto é, que não se dissolvem na água, e por isso, ela quando consumida pode ajudar a eliminar a gordura presente na alimentação, sendo eliminada naturalmente pelas fezes.

-Fortalece os ossos: A Chia é uma boa fonte de cálcio, que ajuda a fortalecer os ossos, o que é especialmente indicado em caso de osteopenia, osteoporose, ou após uma fratura, ou de um tempo prolongado acamado.

COMO CONSUMIR A CHIA:

-Água com chia: Para obter os resultados desejados, é recomendado colocar 1 colher de sopa de chia em um copo com água, deixar por cerca de 15 minutos e beber mais ou menos 20 minutos antes do almoço ou do jantar.

- Overnight: consiste em deixar num pote de vidro os seguintes ingredientes: iogurte natural + 1 colher de sopa de chia + 1 colher de aveia + 1 colher de chá de mel. Essa mistura deve ser mantida toda noite dentro da geladeira e pode ser consumida no café da manhã.

- Adicionar as sementes de chia em receitas de bolo, panqueca ou biscoito.

- Adicionar as sementes em alimentos prontos para o consumo como iogurte, sopa ou salada.

A chia pode ser encontrada na forma de grão, farinha ou óleo e pode ser adicionada no iogurte, cereais, sucos, bolos, saladas e temperos. Para obter todos os benefícios da chia basta consumir mais de duas colheres de sopa por dia.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).

domingo, 27 de junho de 2021

Inhame: Aumenta a imunidade; melhora problemas respiratórios; evita o envelhecimento precoce da pele; e outros.

O inhame é um tubérculo, alimento pequeno, robusto e do tamanho de uma batata-doce. Sua casca é marrom e cheia de fiapos, parente do cará e da batata-doce, também conhecido por taro, inhame-branco e taioba-de-são-tomé, é um alimento muito nutritivo, popular e amplamente consumido no mundo. Cultivado desde 50.000 a.C., na África e na Ásia, hoje é um alimento básico em muitos países da América do Sul, África, nas ilhas do Pacífico e nas Índias Ocidentais. No Brasil, a região Nordeste é a maior produtora e consumidora.
O consumo do inhame melhora o funcionamento do sistema imunológico, a qualidade do sangue e, por ser altamente nutritivo e medianamente calórico, é uma boa opção para quem quer perder peso.
O inhame é uma excelente fonte de fibras solúveis e seus carboidratos são complexos. Eles apresentam vitamina A e betacaroteno, quantidades significativas de vitamina C e são ricos em vitaminas do complexo B. Com relação aos minerais, possuem potássio, ferro, cálcio, fósforo, magnésio e cobre.
O inhame também contém uma boa quantidade de antioxidantes e vitamina C. Já em relação aos minerais, o inhame possui cobre, potássio, ferro, magnésio, cálcio e fósforo.
Confira mais benefícios do inhame à saúde: 

-Aumenta a imunidade: Uma das principais características do inhame é ter uma ação desintoxicante e depurativa. Assim, auxilia na eliminação das toxinas do sangue por meio da excreção dessas substâncias por meio da pele, rins e do intestino. O tubérculo também possui a propriedade de fortalecer o sistema imunológico por ter boas quantidades de vitamina C e vitaminas do complexo B (como B1, B3, B5, B6 e B9)

-Melhora problemas respiratórios: Uma pesquisa divulgada pelo Journal of Traditional Chinese Medicine mostrou que o inhame melhora a função respiratória e a qualidade de vida de pacientes com a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Esse é um problema de saúde que está ligado ao tabagismo (entre outros fatores) e causa bloqueio da passagem de ar, dificultando a respiração. Estima-se que no Brasil existam cerca de 5 milhões de pessoas com DPOC e a Organiza Mundial de Saúde (OMS), aponta a doença como a terceira principal causa de morte em 2030.

-Faz bem para pele: O consumo do alimento ajuda a pele a ficar mais hidratada e evita o envelhecimento precoce. Isso ocorre devido a presença da vitamina A que ajuda a reter mais líquidos e auxilia na eliminação dos radicais livres do organismo. Uma pesquisa mostrou que produtos dermatológicos com propriedades do inhame contribuem no tratamento de peles irritadas e para evitar o envelhecimento.

- Previne doenças cardíacas: O inhame tem boa quantidade de vitamina B6, necessária ao organismo para quebrar uma substância chamada homocisteína, que danifica as paredes dos vasos sanguíneos. Altos níveis de homocisteína também podem levar a ataques cardíacos. O potássio, presente no alimento, também é um componente que controla a frequência cardíaca e a pressão arterial, combatendo os efeitos do sódio, evitando a hipertensão. Além disso, o inhame possui fitosteróis, que bloqueiam a absorção de colesterol, competindo com ele e retirando-o do organismo. -Ajuda a perder peso: Por ser rico em carboidratos complexos e também pelas fibras, é considerado um excelente alimento para integrar a dieta de quem está pensando em perder peso. O inhame mantém o organismo mais tempo saciado, promovendo ainda o controle dos níveis de glicose no sangue. Com isso, a insulina será produzida em menor quantidade, o que poupa o pâncreas e também evita o mecanismo de estocagem de gorduras abdominal. Existem também trabalhos científicos que relacionam o consumo de inhame com redução da adiposidade (gordura) e aumento da massa magra do corpo.

-Melhora a visão: O inhame possui vitamina C, que é um nutriente que reduz a probabilidade do surgimento da degeneração macular que causa a perda da visão em pessoas mais velhas. Além de prevenir a catarata, hidratar os olhos e melhorar a visão noturna. Estudos realizados em mulheres demonstram que a vitamina B6, presente no inhame, diminui o risco do surgimento da degeneração macular.

-Ajuda na menopausa: o inhame contém uma enzima que fornece uma alternativa natural à reposição hormonal em mulheres que atingiram a menopausa. Sendo assim, contribui para diminuir os sintomas comuns nessa fase. Um estudo publicado no periódico científico Climacteric avaliou os efeitos do alimento nos sintomas da menopausa e mostrou que não há efeitos colaterais do inhame. Chegaram à conclusão de que mais estudos ainda precisam ser realizados para comprovar a eficiência do tubérculo no bem-estar da mulher nesse período.

Como consumir o inhame: O inhame é um alimento saudável, mas por ser fonte de carboidratos, seu consumo deve ser moderado. A recomendação é de uma a duas porções por dia. Ele pode substituir o carboidrato (arroz, batata, macarrão e pão) nas refeições. A forma de consumo varia bastante - preparado cozido, assado, na forma de purês, sopas e até em sucos. Na hora do cozimento, opte pelo alimento com casca e inteiro no vapor ou pressão. Depois de cozido, o inhame se torna ingredientes de receitas de sopas, carnes, bolos e tortas.

Contraindicações:

Alguns especialistas contraindicam o inhame para as gestantes ou lactantes, pois ainda não se sabe ao certo como o inhame interfere nos hormônios femininos. Raramente o inhame provoca efeitos colaterais, mas em casos específicos ocorrem náuseas e dores de estômago por conter uma substância chamada saponina em sua composição. E o organismo não consegue eliminar de maneira natural essas toxinas presentes no alimento. Além disso, há casos de pessoas que já apresentaram alergia ao alimento e sentiram coceiras e formigamentos. Para pacientes com aumento do potássio, como é o caso de quem possui doença renal avançada, é importante procurar orientação médica antes do consumo para evitar complicações.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico)
.

Mousse de Maracujá prático.

Mousse de Maracujá prático.

Ingredientes:

1 xícara (chá) de suco de maracujá concentrado (200 ml)
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 envelope de gelatina em pó incolor (12 g)
Modo de Preparo:

Coloque no liquidificador o suco de maracujá, o leite condensado e o creme de leite, bata até ficar um creme.
Após acrescente a gelatina derretida conforme instruções da embalagem e bata por 1 a 2 minutos para misturar bem.

Distribua em taças individuais e decore com as sementes do maracujá.
Leve à geladeira por 4 a 6 horas ou até ficar consistente.

Agora é só saborear esta deliciosa sobremesa.

Receitada testada e aprovada.

domingo, 16 de maio de 2021

Chá de ERVA-DOCE: possui um efeito calmante; alivia o estresse e a ansiedade; trata distúrbios do sono, como a insônia; e outros.

A Erva-doce é uma planta medicinal, conhecida em algumas regiões do Brasil como anis, anis-verde e pimpinela-branca. A Erva-doce é confundida com o funcho e o anis-estrelado, porém tratam-se de plantas diferentes e com propriedades parecidas. A planta funcho (Foeniculum vulgare) é de flores amarelas e folhas rendadas, diferente da popular erva-doce (Pimpinella anisum) que apresenta flores brancas. Ambas são muito confundidas por possuírem um sabor que lembra o anis proveniente do princípio ativo anetoo.
A erva-doce é uma planta medicinal que pertence à família Apiaceae, a mesma que a da salsa, da cenoura, do aipo e do cominho. Composta por flores brancas e frutos secos onde se encontram as sementes de erva-doce de sabor adocicado e aroma intenso. A planta é usada para tratar uma série de problemas de saúde devido às suas propriedades anti-inflamatórias, antifúngicas, antimicrobianas, analgésicas e digestivas.
A erva-doce é rica em substâncias que aumentam a imunidade e ajudam a fortalecer o sistema imunológico, o chá de erva-doce também pode ser usado para prevenir o surgimento de gripes, resfriados como tosse, coriza e catarro e doenças degenerativas.

A explicação está na grande quantidade de vitamina C e antioxidantes presentes no alimento, dois agentes que protegem o corpo contra a ação nociva de radicais livres.

Chá de erva-doce possui um efeito calmante: o chá de erva-doce é um grande aliado para aliviar o estresse e a ansiedade. Ele possui um efeito calmante que melhora a qualidade do sono e ajuda a ter uma noite tranquila, tratando, por exemplo, alguns distúrbios do sono, como a insônia. Ameniza cólica menstrual: O chá da erva-doce pode ser uma ótima aliada para aliviar dores de cólica menstrual. Suas características analgésicas e anti-inflamatórias atuam diretamente nas tensões musculares, controlando e regulando a dor da cólica com o tempo.

Esta planta tem capacidade de reduzir os efeitos da fermentação dos alimentos no intestino, como a produção de gases, por isso pode ser usada para aliviar o desconforto causado pelo aumento destes gases no intestino. A erva-doce também é indicada em alguns casos para reduzir os níveis de açúcar no sangue e diminuir as ondas de calor, que são comuns durante a menopausa.

Além disso, os estudos mostram que a erva-doce têm propriedades antifúngica, antiviral, antimicrobiano, antioxidante, anticonvulsivante e antiespasmódicas e repelente de insetos, podendo ser usada contra a proliferação dos mosquitos da dengue, por exemplo.

Chá de erva-doce:

Ingredientes:

2 colheres (de chá) de erva-doce seca;
1 litro de água

Modo de preparo:

Ferva a água juntamente com a erva-doce, assim que a cor da água estiver amarelada, desligue o fogo e deixe esfriar. Coe e beba 3 vezes ao dia.

Efeitos colaterais:

A erva-doce geralmente não causa nenhum efeito colateral, principalmente se utilizada em quantidades adequadas, porém em alguns casos raros, podem surgir náuseas, vômitos e reações alérgicas, quando consumida em excesso.

Contraindicação:

A Erva-doce está contraindicada para mulheres com câncer de mama, pois altera os hormônios femininos, como o estrogênio e isto pode influenciar no tratamento de câncer. Esta planta também deve ser evitada por pessoas que fazem suplementação com ferro, pois pode prejudicar a absorção deste nutriente.

A erva-doce é usada também em produtos cosméticos e de perfumaria, podendo ser encontrada em diferentes formas, como extrato seco e óleo, em mercados, feiras livres, lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).
domingo, 11 de abril de 2021

Arruda: auxilia no tratamento de varizes; diminui dores de cabeça, dores de estômago, cólicas menstruais; e outros.

A arruda é uma planta aromática e pertence à família Rutaceae. Ela tem origem européia e um cheiro intenso, é considerada uma herbácea, utilizada desde a antiguidade, muito conhecida também na medicina natural. Em algumas religiões de matriz africana, ela é muito utilizada, pois acreditam que tenha o poder de afastar mau-olhado, também a planta costuma ser utilizada por benzedeiras em rezas e em vasos perto das portas de entrada das casas, para cuidar da proteção energética do local, no entanto isso não é comprovado cientificamente.
A arruda pode ser utilizada para auxiliar no tratamento de varizes, na infestações por parasitas, como piolhos e pulgas, ou no alívio das dores menstruais, já que pode atuar nos vasos sanguíneos, além de ter propriedades cicatrizantes, calmantes, vermífuga e analgésica.
A planta ainda conta com quercetina que tem propriedades analgésicas e psoraleno, que é empregado em casos de vitligo e psoríase. A alantoína, que é responsável pelo efeito cicatrizante, está presente na arruda.
Confira os benefícios da arruda:

- Auxiliar no tratamento de varizes: A rutina presente na arruda é responsável por aumentar a resistência dos vasos sanguíneos, evitando rupturas. Por isso a planta é utilizada no tratamento contra varizes. Contudo, o uso da arruda deve ser tópico.

-Ansiedade: A arruda possui o óleo essencial, que contém undecanona, metilnonilcetona e metilheptilcetona. Quando essas substâncias são aspiradas, elas possuem propriedades calmantes e diminuem a ansiedade.

-Diminui dores: A arruda também é muito utilizada para aliviar dores de cabeça, dores reumáticas, dor de estômago, cólicas menstruais, alivia o excesso de gases; Isto porque ela conta com o óleo essencial que contém undecanona, metilnonilcetona e metilheptilcetona, todas essas substâncias possuem propriedades calmantes ao serem aspiradas e aliviam as dores.

-A arruda também ajuda no tratamento de úlceras, cistos; alterações no ciclo menstrual, como amenorreia ou menorragia.

- A arruda pode ajudar a combater piolhos, pulgas, sarna e vermes, devido à propriedade vermífuga, além de também facilitar a absorção de vitamina C, ajudando a melhorar a imunidade.
É preciso lavar o cabelo com chá da planta, aplicando nos cabelos já molhados antes de passar o pente fino e assim eliminar naturalmente os piolhos e seus ovos. Como consumir a arruda:

A arruda tem potencial tóxico, então o seu consumo só pode ser feito após a orientação médica ou de um nutricionista. Após essas orientações a planta costuma ser inalada quando está na forma de óleo ou é passada na pele na forma de pomada, e também o chá de arruda, as partes utilizadas são as folhas e flores, o indicado é preparar o chá por infusão.

Efeitos colaterais e contra-indicações:

A arruda em contato com a pele e a exposição solar pode causar bolhas na pele. Isso foi observado em pessoas que coletam a arruda fresca e também em quem esfrega a arruda fresca na pele como um repelente de insetos. O óleo volátil da arruda é irritante, podendo resultar em danos renais e degeneração hepática se ingerido.
O chá de arruda é contraindicado para mulheres que estejam grávidas, uma vez que essa planta também pode apresentar efeito estimulante, a arruda possui um efeito abortivo muito forte. Também é vetado o seu consumo durante a fase de lactação. Além disso, o uso interno não deve ser feito por crianças, idosos ou por pacientes com doenças cardíacas ou renais.
O importante é que o consumo de arruda seja feito de acordo com a indicação do médico, isso porque grandes quantidades podem levar ao aparecimento de efeitos adversos, como tremores, gastroenterites, convulsões, vômito, dor abdominal, salivação e fotossensibilidade.

Chá de arruda:

Para fazer o chá de arruda, é indicado acrescentar 1 punhadinho de folhas secas ou frescas de arruda em 1 litro de água fervente e deixar por cerca de 15 a 20 minutos.

O ideal é ingerir no máximo duas xícaras do chá de arruda por dia.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).

Bolo de Mandioca.

INGREDIENTES:

2 xícaras de mandioca ralada (crua)
1 xícara de açúcar
2 colheres (sopa) de manteiga ou de óleo
1 xícara de farinha de trigo
2 ovos
1 pacote 50 g de queijo ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó
MODO DE PREPARO:

Em uma vasilha coloque o açúcar, os ovos e a manteiga, misture bem até dissolver o açúcar, depois acrescente a farinha de trigo e a mandioca, mexa bem. Por último coloque o queijo ralado e o fermento em pó, misture e despeje em uma forma untada com manteiga.
Leve ao forno médio pré-aquecido para assar, por cerca de 40 minutos.
Espere esfriar, desenforme e sirva.
Fica delicioso.

Créditos da foto: Andréa Ribeiro. (Receita testada e aprovada)
sábado, 27 de março de 2021

Abacate: contribui para uma gravidez saudável; aumenta a hidratação e brilho dos cabelos; combate estrias, rugas e celulite; e outros.

O abacate é uma fruta muito saborosa e que possui muitos benefícios à saúde.
O Abacate é rico em vitaminas C, E e K e minerais como potássio e magnésio, o que ajuda a hidratar a pele e os cabelos; contém gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, como ômega-3, que atua como antioxidante e atua no controle de colesterol, prevenindo a aterosclerose.
Os benefícios do abacate para a pele são principalmente combater estrias, rugas e celulite por ser rico em vitamina C, que ajuda na metabolização do colágeno, substância que dá firmeza à pele.
O abacate também tem antioxidantes que ajudam a proteger e a evitar o envelhecimento das células da pele, conferindo maior elasticidade e deixando a aparência mais bonita e saudável.
Confira mais benefícios do abacate à saúde:

- Mantém os músculos fortes: Quando consumido antes da atividade física, o abacate ajuda na hipertrofia muscular, pois fornece energia para o treino e contém proteínas que ajudam na recuperação do músculo.
O abacate também evita a fadiga muscular porque combate os radicais livres que surgem devido ao exercício intenso, provocando o envelhecimento das células e facilitando o aparecimento da dor.

-Contribui para uma gravidez saudável: Por ser rico em ácido fólico, o abacate na gravidez é importante para prevenir doenças congênitas como problemas no sistema nervoso e espinha bífida, que é o mau fechamento da coluna vertebral do feto.
Para a mulher ser beneficiada com esta fruta deve consumi-la principalmente antes de engravidar e durante o primeiro trimestre de gestação.

-Aumenta a hidratação e brilho dos cabelos: Quando utilizado em máscaras para o cabelo, o abacate aumenta a hidratação dos fios por ser rico em gorduras e vitaminas, tornando os cabelos mais brilhantes e macios. -Ajuda a perder peso e previne a prisão de ventre: Por ser rico em fibras, o abacate proporciona uma sensação de saciedade, regula os níveis de açúcar no sangue e ajuda a tratar a prisão de ventre. As fibras permitem controlar o apetite e evitar o consumo excessivo de alimentos e, quando se ingere muita água, também favorece a produção de fezes moles, facilitando a evacuação.
O abacate é uma fruta muito calórica e com muito conteúdo de gordura, razão pela qual deve ser consumida apenas em pequenas porções nas dietas para perder peso.

- Contribui para a saúde do cérebro: O principal benefício do abacate para o cérebro é melhorar a capacidade de memória, pois o ômega 3 melhora o funcionamento do cérebro por estimular a circulação sanguínea e aumentar a capacidade de concentração.

- Previne doenças cardíacas e o câncer: O abacate, por ser rico em gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas, ajuda a diminuir os marcadores sanguíneos que aumentam o risco de doenças cardíacas, reduzindo o colesterol total, o colesterol LDL ruim e os triglicerídeos.
Ajuda também a aumentar a produção de bom colesterol (HDL), prevenindo a aterosclerose e cuidando da saúde do coração, que, combinada com seu alto teor de potássio, favorece a redução da pressão arterial e melhora o desempenho sexual.

O abacate por ser rico em antioxidantes como ômega-3, vitamina C, A e E, seu consumo regular ajuda a neutralizar a formação de radicais livres no organismo, reduzindo os processos inflamatórios do organismo, prevenindo assim o câncer.

O abacate engorda se consumido em excesso, porque é uma das frutas mais ricas em gordura, que mesmo sendo de boa qualidade, tem muitas calorias.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Andréa Ribeiro
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).

Emocionante Homenagem de Padre Fabio de Melo para a sua Mãe.

“Eu queria dar a minha paisagem a ela. Coar um café, assar um bolo, pão de queijo, decretar a inutilidade de todas as dietas. Sentar-me ao seu lado, ouvir suas histórias, fingir que é a primeira vez que são contadas. Surpreender-me com o que sempre soube. Desprender-me das palavras, colocar inteira atenção nos gestos, só para sabê-los de cor. Para que um dia, quando o definitivo do tempo romper o cordão umbilical imaginário, eu venha ressuscitá-la com minha memória”, escreveu o Padre.
“Porque o amor é o breve esquecimento de que tudo passa, a fração generosa que nos faz acreditar que somos eternos. Hoje, ah se eu pudesse… Eu daria a minha paisagem a ela. Mãe, sabe este horizonte que avisto da minha varanda? Ele é todo seu”, finalizou Fábio.

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Ovos de codorna: estimula o crescimento infantil; é antialérgico natural; ajuda no combate da anemia; ajuda a desintoxicar o organismo; e outros.

Os ovos de codorna são muito saudáveis, deliciosos e possui muitos benefícios à saúde.
Eles são ovos menores do que de outras aves e são muito consumidos no mundo todo e bastante populares na culinária brasileira.
Os ovos de codorna são fonte de proteína, ricos em vitaminas e minerais, possui uma baixa quantidade de gordura saturada.
Os ovos de codorna são consumidos cozidos, em pratos aperitivos ou no acompanhamento de massas e saladas.
Confira os seus benefícios à saúde:

-Tratamento da Anemia: os ovos de codorna possuem alta quantidade de ferro, este alimento aumenta o nível de hemoglobina no organismo e ao mesmo tempo ajuda na remoção de toxinas e metais pesados que possam estar no corpo, contribuindo assim no combate à anemia. É recomendado também para as mulheres grávidas, uma vez que na gravidez elas também podem ficar anêmicas.

-Reduz a pressão arterial: A quantidade de potássio nos ovos de codorna é maior do que em ovos de galinha e apresenta alta capacidade de reduzir a pressão arterial, pois atua como um dilatador nos vasos, o que auxilia no alívio da tensão e do estresse causado nas artérias e vasos sanguíneos de quem tem pressão alta.

- Melhora a visão: os ovos de codorna possuem uma grande quantidade de vitamina A, reduzindo problemas como a degeneração macular e prevenindo e o desenvolvimento da catarata.

- Tem ação antioxidante: As vitaminas C e A, presentes no ovo de codorna, atuam como antioxidantes, pois ajudam a neutralizar os radicais livres e proteger a saúde em geral.

Há estudos científicos que relatam que a presença do aminoácido leucina no ovo de codorna, pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue e manter a insulina em níveis adequados, o que o torna um ótimo alimento consumo de diabéticos e pessoas com propensão à doença.

- Ajuda a equilibrar os níveis de colesterol: Existem muitos ácidos graxos bons presentes no ovo de codorna, que ajudam na saúde do coração através do controle do colesterol. O colesterol do tipo HDL (colesterol bom), por exemplo, está presente em mais de 60% da gordura encontrada no ovo de codorna.

-Estimula o crescimento: Da mesma forma que os ovos de galinha comuns, os ovos de codorna também fornecem altas quantidades de proteína à dieta, que é essencial em processos de desenvolvimento.

Principalmente nas crianças, a lisina presente no ovo desempenha um papel importante no desenvolvimento dos ossos. Dessa forma, a proteína presente nos ovos de codorna pode estimular um crescimento saudável e natural do corpo.

-Ajuda a desintoxicar o organismo: Os aminoácidos do ovo de codorna são capazes de se ligar a toxinas e liberar essas substâncias do organismo. Além disso, há indícios também de que eles ajudam a diminuir o tamanho de pedras na bexiga e nos rins.

-Melhora as alergias: os ovos de codorna são ricos em uma proteína chamada de ovomucóide que atua no organismo como um antialérgico natural.

Os ovos de codorna possuem vitaminas (A, B1, B2, C, D, H, E e ácido pantotênico) e sais minerais (ferro, manganês, cobre, potássio, fósforo e cálcio), que além dos benefícios citados acima, contribuem para a perda de peso, aumento de energia, fortalecimento do sistema imunológico, do cabelo e das unhas e melhora da saúde da pele.
Os ovos de codorna apresentam um valor nutricional de até três ou quatro vezes maior do que outros tipos de ovos, como os da galinha.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Andréa Ribeiro
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)

Guacamole.

GUACAMOLE

INGREDIENTES:

1 abacate maduro
1 tomate maduro sem pele e sem sementes cortado em cubinhos
1 cebola picada fina
Salsinha picadinha
Suco de 1 limão
2 colheres de azeite
Sal e Pimenta do reino a gosto

MODO DE PREPARO:

Amasse o abacate, depois acrescente os demais ingredientes e misture bem.
Leve à geladeira e depois sirva com nachos, torradas ou pão a seu gosto.

Obs: A minha receita fiz sem a pimenta do reino, porque não gosto.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro. (Receita testada e aprovada) 
sábado, 20 de fevereiro de 2021

Pêra: previne o envelhecimento da pele; fortalece os ossos e previne a osteoporose; ajuda a combater a diabetes e controla o colesterol; e outros.

A pêra é uma fruta muito deliciosa, tem o sabor doce e suave, possui cascas que variam entre as tonalidades verde e amarela e com uma polpa branca e macia. A pêra é uma fruta pouco calórica e que possui muitos benefícios à saúde, rica em vitamina A, E, C, fibras, potássio, magnésio e cálcio, também contêm carotenóides e flavonóides, que são compostos antioxidantes.
Confira os benefícios da fruta pêra à saúde:

- Ajuda no funcionamento do intestino: A fruta contém fibras, principalmente na casca, que ajudam na formação do bolo fecal. As fibras promovem o crescimento de bactérias benéficas auxiliando na regularização do hábito intestinal.

- Ajuda a prevenir o envelhecimento da pele: As peras são ricas em nutrientes e antioxidantes que atuam contra os radicais livres, a vitamina C é uma das principais vitaminas envolvidas nesse processo e ajuda também na hidratação; a vitamina A também é importante reduzindo os efeitos do envelhecimento na pele, como as rugas.

- Melhora a atividade muscular: por ser rica em potássio, a fruta age na atividade do músculo cardíaco e também ajuda a evitar câimbras.

- Fortalecimento dos ossos e previne a osteoporose: a fruta é rica em cálcio, que é necessário para a contração muscular e magnésio, que é utilizado para a formação dos ossos, o magnésio ativa a vitamina D e permite que o cálcio forme cristais nos ossos. A presença da vitamina K e dos minerais, fósforo, cálcio, manganês e cobre fazem com que a pêra também contribua para o fortalecimento dos ossos. Sendo assim, quem deseja se prevenir contra doenças ósseas, como artrite, artrose e osteoporose, deve incluir a fruta no cardápio para que o corpo não sofra com as consequências da deficiência desses nutrientes. - Ajuda a combater a diabetes e controla o colesterol: A pêra é rica em fibras, que são essenciais para o controle de colesterol e bom funcionamento digestivo. O açúcar da fruta junto com as fibras, faz com que ele entre mais lentamente na corrente sanguínea, mantendo a glicemia mais estável. A pêra também é uma fonte de pectina, um tipo de fibra solúvel que ajuda na redução do colesterol total.

- Tem ação antioxidante e ação anti-inflamatória: A casca da pêra se destaca por ser rica em compostos que têm ação antioxidante e anti-inflamatória, como é o caso da vitamina C, dos flavonóides e da glutationa. Com isso, funciona como um remédio por combater inflamações de maneira natural e ainda é recomendada como alimento de prevenção contra o câncer por impedir a ação dos radicais livres.

A pera é um alimento nutritivo que deve ser consumida entre os intervalos das refeições, e também pode ser consumida crua, assada ou cozida, participando de várias refeições, sucos, saladas, acompanhamentos de carnes, aves e peixes e em sobremesas.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Andréa Ribeiro
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Delicioso Pudim de Milho Verde.

Pudim de Milho Verde.

INGREDIENTES:

2 latas de milho verde (milho em conserva ou 4 espigas de milho fresco picado)
4 ovos
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
400 ml de leite
1 colher de sopa de amido de milho
MODO DE PREPARO:

Bata no liquidificador o milho e o leite, depois coe. Em seguida coloque no liquidificador junto com os demais ingredientes e bata por alguns segundos para misturar.
Despeje a massa em uma forma caramelada, cozinhe em banho-maria por 40 minutos ou leve ao forno por aproximadamente 30 a 40 minutos ou até ficar no ponto de pudim.

Obs: se o milho verde for de lata em conserva, despeje em uma peneirinha pra retirar a água antes de usar.

Créditos da foto: Fran Ribeiro.
(Receita testada e aprovada)

Pitaya é uma fruta exótica que possui poder antioxidante; previne e controla doenças crônicas; combate doenças cardiovasculares; e outros.

A pitaya é uma fruta exótica, atraente e muito deliciosa, que possui muitos benefícios à saúde. A pitaya tem sua origem na América Latina, é o fruto de um cacto e é considerada uma fruta tropical, tem um sabor suave, como uma mistura de kiwi e melão. O termo "pitaia" significa "fruta escamosa".
 Existem 3 principais variações da fruta:

-Pitaya branca: tem casca rosa e é branca por dentro, sendo a mais fácil de encontrar no Brasil;
-Pitaya vermelha: tem uma cor rosa-avermelhado por fora e é rosa-vermelha-púrpura por dentro, sendo também encontrada no Brasil;
-Pitaya amarela: tem a casca amarela e é branca por dentro, sendo mais comum na Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela.
Todas elas contém inúmeras sementes pretas comestíveis distribuídas em toda sua polpa.

Confiram os benefícios da pitaya à saúde:

- Ajuda a emagrecer: por ser uma fruta pobre em calorias e rica em fibras, quando consumida gera uma ação termogênica, que estimula o metabolismo, ajudando assim a eliminar gorduras e também controlar o apetite.

-Poder antioxidante: Essa fruta protege as células, ajuda na digestão, na pressão e combate a anemia porque é rica em vitaminas e minerais.

-Previne e controla doenças crônicas: devido à sua composição nutricional, a pitaya ajuda a combater o câncer (ação antioxidante), doenças cardíacas (pois auxilia na redução do LDL colesterol), e melhora a pressão arterial (devido ação da captina, uma substância presente na fruta).

- Combate doenças cardiovasculares: suas sementes contêm ácidos graxos essenciais como os ômega 3;

- Regula o intestino: possui oligossacarídeos, que são fibras que combatem a prisão de ventre; -Regula a pressão arterial: por ser uma fruta bastante rica em água que estimula a produção de urina, reduzindo o acúmulo de líquidos no organismo;

- Combate a anemia e osteoporose por conter vitaminas e minerais importantes como ferro, fósforo, vitaminas B, C e E.

- A pitaya tem ainda uma substância chamada de tiramina, que ativa um hormônio no organismo chamado glucagon, estimulando o próprio corpo a utilizar as reservas de açúcar e gordura e transformá-las em energia.

No Brasil, a pitaya pode ser encontrada de dezembro a maio na região sudeste. Além disso, é muito cultivada no resto da América do Sul, Israel e China.
Para comer a pitaya deve-se cortar a fruta ao meio, e comer somente a sua polpa. A polpa da pitaya também pode ser usada em saladas, para preparar suco ou vitamina, geleias, sorvetes ou doces.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Lara Guadalupe Araújo.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).
quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Chá de louro: é um diurético natural; controla a diabetes; tem efeito calmante; auxilia na digestão; e outros.

O louro é aquela planta em que suas folhas, devido ao seu sabor e aroma característicos, são utilizadas na culinária brasileira, dão o sabor e o aroma deliciosos na tradicional feijoada, sendo também uma planta medicinal, usada no tratamento de problemas digestivos, infecções, estresse, ansiedade, possui ação diurética, antifúngica, anti-reumática, anti-inflamatória, estimulante e antioxidante e expectorante, devido às suas propriedades.
A folha do louro é rica em potássio, magnésio e vitaminas B6, B9 e C. .
Tem o nome científico de Laurus nobilis e pode ser comprado em todos os mercados e em algumas lojas de produtos naturais.
O chá de louro é uma ótima opção para aproveitar todos os benefícios das folhas, confira os seus benefícios à saúde:

- Efeito calmante: O chá de folha de louro pode ser um grande aliado para acalmar a mente e aliviar os períodos de estresse. Utilizado com esse objetivo desde a Antiguidade por todas as culturas do Mediterrâneo, a inalação do chá (ou o seu consumo propriamente dito) passou a ser fortemente associado como um tratamento alternativo para a ansiedade. Por isso, uma boa dica é sempre tomar uma xícara de chá desta erva antes dormir.

- Folhas de louro são fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes: as folhas de louro são fontes poderosíssimas de vitaminas A e C, minerais essenciais : como o selênio e o potássio e antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres. Essas propriedades são responsáveis, por exemplo, por manter o organismo livre de gripes e resfriados , devido à vitamina A, fortalece a imunidade do organismo , devido a boa dose de vitamina C e previne o envelhecimento precoce , papel dos antioxidantes.

- Controla a diabetes: O louro é uma das ervas mais indicadas para os que precisam regular o açúcar no sangue. Devido às propriedades de sua folha, consumi-la sob a forma de chás é uma forma de equilibrar a diabetes tipo 2 ,em que há resistência à insulina; e reduzir os níveis de glicose do organismo.

-Rico em propriedades medicinais: Além de ter um efeito calmante, o chá de louro é praticamente um diurético natural. Beber de 2 a 3 xícaras por dia da substância ajuda a diminuir a retenção de sódio e líquidos do organismo e evitar problemas como insuficiência renal e hipertensão. A bebida também alivia as dores da cólica e inflamações em geral.

- Ajuda a perder peso de maneira saudável: Devido à combinação de propriedades, preparar o chá de louro com um pouco de canela em pau é perfeito para os que precisam perder peso por questões de saúde. Enquanto as folhas de louro ajudam a eliminar as toxinas do organismo, a canela atua acelerando o metabolismo.

- Auxilia na digestão: As folhas de louro têm uma ótima ação digestiva. Elas são capazes de auxiliar a produção da bile pelo fígado e também atuam em enzimas "especializadas" na nossa digestão. Uma xícara da bebida pode ser suficiente para se livrar dos incômodos.

Receita do chá de Louro:

Ingredientes:
-3 folhas de louro
-1 xícara de água fervente

Modo de preparo:

Ferva a água e coloque as folhas de louro na água fervente, deixe por cerca de 10 minutos. Em seguida, beba o chá 3 vezes ao dia. Se quiser adoce antes de beber.

Contra-indicações :

O Chá de louro deve ser evitado na gravidez, ele pode estimular contrações, hemorragias e até levar ao aborto. Então as grávidas devem evitar tomá-lo.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.
)
sábado, 30 de janeiro de 2021

Aranto: eficaz no combate ao câncer; trata doenças inflamatórias e infecciosas; combate febres e tosses; cicatriza ferimentos; e outros.

O aranto, também conhecido como mãe-de-mil, mãe-de-milhares e fortuna, é uma planta medicinal com origem na ilha africana de Madagascar, podendo ser facilmente encontrada no Brasil. Além de ser uma planta ornamental e de fácil reprodução, possui propriedades medicinais conhecidas popularmente, porém deve ser usada com atenção devido ao risco de intoxicação com suas altas dosagens e por ter pouca comprovação científica.
Não deve-se confundir esta planta com o amaranto, que é um cereal sem glúten rico em proteínas, fibras e vitaminas.
O nome científico do aranto é Kalanchoe daigremontiana e plantas pertencentes a essa família possuem a substância bufadienolídeo com propriedades que podem ser antioxidantes e, algumas vezes, usada para o combate ao câncer, porém ainda não está totalmente esclarecida por estudos científicos e necessita de mais pesquisas
.
Há estudos iniciais, ainda in vitro, que mostram que o aranto tem em sua composição uma espécie de corticoide, o que pode sugerir algum tipo de ação no tratamento de leucemias.
Mas esses estudos são iniciais, ainda não foram testados em humanos ou animais, por isso a planta não deve ser utilizada como medicamento oficial.

Benefícios à saúde:

- O aranto é popularmente utilizado no tratamento de doenças inflamatórias e infecciosas, nos episódios diarreicos, febres, tosses e na cicatrização de ferimentos. Por possuir ações sedativas também é usado em pessoas com problemas psicológicos, como os ataques de pânico e a esquizofrenia.

-Pode ser eficaz no combate ao câncer devido sua potencial propriedade de citotoxicidade, atacando as células cancerígenas. Porém, até o momento, ainda não há comprovações científicas suficientes desse benefício com o consumo direto das folhas da planta.
Bata no liquidificador 1 folha da planta com 200 mL de água.
Tome imediatamente. Faça isso duas vezes por dia.
Mas não dispense o tratamento do seu médico.
Só consuma a planta, se tiver certeza de que se trata da medicinal aranto.

Esta planta nasce de forma espontânea. Se mora no interior, é mais fácil conhecer alguém que saiba identificá-la.
Outra opção é pesquisar na internet para encontrar alguém que forneça mudas de aranto.
Outra informação: existe uma “parente” brasileira do aranto: é a planta conhecida como saião (Kalanchoe brasiliensis), que possui as mesmas propriedades terapêuticas.
Apesar do aranto ser utilizado devido ao seu efeito anti-inflamatório, anti-histamínico, cicatrizante, analgésico e potencialmente antitumoral, essas propriedades ainda estão sendo estudadas.
O uso popular do aranto é feito com o consumo de suas folhas na forma de sucos, chás ou cruas em saladas. Não devem ser ingeridas mais de 30 g de aranto por dia pelo risco de efeitos tóxicos no corpo com suas altas dosagens.
A aplicação do extrato seco de aranto em feridas também é tradicionalmente utilizada para acelerar o processo de cicatrização.
Antes de iniciar o consumo do aranto deve-se consultar o médico e é indispensável a certificação de que se trata da planta correta para não correr o risco de ingerir espécies de plantas tóxicas ao ser humano.

Efeitos colaterais:

Há riscos de intoxicação com o consumo acima de 5 gramas por kg diariamente. Dessa forma, recomenda-se uma dose diária de no máximo 30 gramas da folha, pois a ingestão de uma dosagem maior pode causar paralisia e contrações musculares.

Contraindicações do aranto:

O consumo de aranto é contraindicado para mulheres grávidas, pois pode provocar aumento de contrações uterinas. Além disso, crianças, pessoas com hipoglicemia e com pressão baixa também não devem consumir esta planta.
Apesar disso, quando o aranto é consumido dentro da dose diária recomendada não existem outras contraindicações, uma vez que essa planta passa a não ser considerada tóxica, no entanto é indispensável consultar o médico antes de iniciar o consumo do aranto.
Importante: só consuma a planta, se tiver certeza de que se trata da medicinal aranto.

Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

A citronela: é um repelente natural; usada para tratamento alternativo da depressão e ansiedade; tem efeito bactericida e antifúngico; inibidor de odores e outros.

A citronela é uma planta nativa da Ásia tropical e é semelhante ao capim-limão ou capim cidreira, sendo diferenciada por seu forte aroma. A Cymbopogon nardus é considerada uma erva aromática medicinal, além de ter um ótimo aroma. A citronela também tem propriedades antibacteriana, antifúngica, antiséptica e é bastante usada em aromaterapia para tratamento da depressão e ansiedade. Além disso, a citronela é ótima para fazer limpeza astral e melhorar as energias. A citronela é uma planta medicinal com propriedades repelentes para insetos, aromatizadora, bactericida e calmante, sendo muito utilizada na confecção de cosméticos.
Existem diversas formas de como usar a citronela em casa, seja plantando um ramo da planta em um vasinho e deixando em algum canto da casa, como incenso, vela aromática ou óleo essencial. Tanto a vela quanto o incenso são ótimas formas de uso no cotidiano por sua praticidade e duplo benefício: modifica energias e repelente natural com eficácia comprovada.
Propriedades da citronela:

A citronela é utilizada, principalmente, como aromaterapia ou como produto cosmético, pois quando seus óleos essenciais são exalados, promovem alguns benefícios como:

-O óleo de citronela é bastante recomendado para tratamento alternativo da depressão e ansiedade na aromaterapia, pois seu aroma tem efeito antidepressivo, possuindo neurotransmissores capazes de trazer uma sensação de frescor que estimula sentimentos de alegria e felicidade. O óleo de citronela pode ser comprado em lojas de produtos naturais e em farmácias de manipulação.

-Repelente contra insetos, sendo uma boa forma natural de espantar mosquitos, como o Aedes aegypti, moscas e formigas.

-Efeito bactericida e antifúngico, ajudando a manter a pele limpa e saudável.

-Ajuda a manter a casa perfumada e desinfetada, quando usada na limpeza.

-Facilita o relaxamento, através da aromaterapia, que também ajuda a manter a concentração.

Os benefícios da citronela também são utilizados sobre animais, ajudando a manter insetos e carrapatos longe deles, além de acalmá-los.

O forte cheiro exalado pela citronela, presente no seu óleo essencial, permite que esta planta seja utilizada de várias formas para garantir os seus benefícios, através da confecção de perfumes, repelentes, incensos, velas, óleos e desinfetantes.
Estes produtos têm o extrato de citronela já concentrado em sua composição, nas doses recomendadas para cada situação, entretanto, é possível obter as propriedades direto da folha de citronela, das seguintes formas:

-Cortar algumas folhas, colocar sobre alguns recipientes, espalhar pela casa e trocar diariamente, para perfumar o ambiente e repelir insetos.

- Cortar alguns pedaços da folha direto da planta, pois intensifica o seu cheiro, nas horas em que se quer evitar os insetos.

- Misturar as folhas com água quente e usar na limpeza da casa, sendo beneficiada com o seu cheiro e suas propriedades bactericidas.

- Ferver as folhas da planta com água, e pulverizar a casa com esta solução.

Por ser muito parecida com o capim-limão ou erva-cidreira, deve-se ter cuidado para não confundir estas plantas, que podem ser diferenciadas, facilmente, pelo cheiro. O capim-limão tem um cheiro adocicado que lembra o limão, enquanto a citronela tem um cheiro muito forte, que lembra desinfetante.
A citronela é uma planta que pode ser cultivada no jardim ou em casa, em um vaso de plantas, para se aproveitar naturalmente os seus efeitos, mas, além disso, também se pode comprar seu óleo essencial já extraído para obter seus efeitos de forma mais prática e potente.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Adelina Santos.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *