quarta-feira, 25 de março de 2020

Berinjela: controla o colesterol, glicose e pressão arterial, ajuda a perder peso; previne e combate rugas; e outros.


A berinjela é um legume delicioso e que possui muitos benefícios à saúde.
Segundo a Wikipédia, a berinjela é o fruto da planta Solanum melongena, uma solanaceae arbustiva, anual, originária da Índia, considerada de fácil cultivo nos trópicos, e que pertence à mesma família do pimentão. É sensível ao frio, às geadas e ao excesso de chuva na altura da floração. Em regiões de clima quente, a época de plantio dura o ano todo.
A berinjela é rica em proteínas, vitaminas A, B1, B2, B5, C, e minerais como cálcio, fósforo, ferro, potássio e magnésio, possui alcaloides que diminuem a pressão sanguínea, prevenindo a arteriosclerose. É muito digestiva, nutritiva e laxante, previne diabetes e câncer, melhora o intestino e até ajuda a emagrecer. Ajuda a diminuir o colesterol no sangue e a baixar os níveis de triglicérides.
Pode ser consumida cozida, frita, assada ou grelhada. Utilizada na preparação de pratos como: omeletes, suflês, tortas, saladas e outros.
Confira os seus benefícios à saúde:

-Ajuda a perder peso: O suco de berinjela ou da água de berinjela ajuda a emagrecer e a berinjela também ajuda a saciar a fome.

-Controla o colesterol: Existem estudos sobre o auxílio da berinjela na redução das taxas do colesterol.

- Glicose e pressão arterial: Praticantes da medicina natural aconselham o consumo de berinjela para ajudar no combate ao diabetes e pressão alta.

- Para pele: Rica em vitamina E, melhora a pele, prevenindo e combatendo rugas.

-Fortalece a memória: A berinjela contém uma boa quantidade de folato.

De acordo com estudos recentes, o folato é um nutriente que desempenha um papel importante para retardar os efeitos do envelhecimento no cérebro.
Com os neurônios jovens e preservados, a cognição e a memória são bastante reforçadas.

-Previne o câncer: A berinjela, assim como os legumes com pigmentos roxos, está cheia de fitonutrientes que são antioxidantes muito importante para reverter o processo de envelhecimento e prevenir o câncer.
Receita de como usar a berinjela para perder peso, controlar colesterol, glicose e pressão arterial:

Uma boa opção é beber a água de berinjela: deixe de um dia para outro uma berinjela cortada em pedacinhos com casca em 1 litro de água. Beba 200 ml da água três vezes ao dia por no máximo uma semana.
Depois, beba 100 ml duas vezes por semana, não ultrapassando 15 dias de uso direto.
Faça uma pausa de uma semana, refaça seus exames e observe suas medidas.
Outra opção é combinar o suco de berinjela com frutas como limão, laranja, abacaxi, mamão e até chá verde.
É bom tomar o suco em jejum acrescido de linhaça, o que é melhor ainda para o funcionamento geral do organismo.
Esta bebida diminui a fome e ajuda o intestino.

Você deve ter uma alimentação balanceada e quando aliada a uma boa alimentação, ajuda bastante no emagrecimento.
Faça seu suco com frutas à sua escolha e não adoce.
Beba duas ou três vezes por dia, sendo uma delas em jejum.

Alerta: As pessoas propensas a problemas estomacais, evem evitar combinar com as frutas ácidas em jejum, pois a acidez pode prejudicá-las.

A berinjela é saborosa e também pode ser consumida em saladas temperadas com vinagre de maçã ou limão, um pouco de gengibre e pouco sal. Ela também é uma boa opção para substituir a massa da lasanha.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico)

Uso do SAL em ralos, pias, vaso sanitário, limpar panelas queimadas, clarear lençóis e outras utilidades.


O sal de cozinha ou sal comum é um mineral formado principalmente por cloreto de sódio, um composto químico pertencente à classe maior de sais; o sal em sua forma natural como um mineral cristalino é conhecido como sal-gema ou halita.
O sal é usado nos preparos culinários, ele equilibra o meio aquoso de nosso corpo, facilitando a troca de água entre as células e seu meio externo, ajudando na absorção de nutrientes e na eliminação de detritos.
Agora vamos mostrar algumas utilidades do sal fora da culinária e de questões de saúde.
Em todos esses usos, você vai usar o sal comum, que é o mais barato:

-Tirar mau cheiro dos ralos, vaso sanitário e pias: coloque uma colher de sal e deixe agir, depois pode usar normalmente.

-Deixar peças metálicas brilhando: Misture em partes iguais: sal, farinha de trigo e vinagre.
Em seguida, aplique sobre o metal.

- Limpar panelas de ferro: com a panela ainda quente, utilize uma pasta da mistura de óleo e sal para remover as sujeiras.
Se desejar, preencha o fundo da panela com óleo de cozinha e aquecer por alguns minutos. Depois, acrescente algumas colheres de sal grosso e depois é só remover a sujeira com a pasta que irá se formar.
Enxague com água quente e seque normalmente.

- Remover ovos quebrados no chão: cubra todo o ovo derramado com sal, tanto a clara como a gema ficarão fáceis de ser removidas.

- Limpar panelas gordurosas: Adicione um pouco de sal e, em seguida, use um pedaço de papel para ajudar na limpeza.
Após isso, siga com a lavagem normal.

-Limpar panela queimada: Forre o fundo da panela com sal e acrescente um pouco de água.
Mexa bem e depois leve a panela à água corrente, lavando normalmente com uma esponja.
-Limpar a esponja de prato: Encha uma pequena vasilha com água e sal, misture bem.
Depois mergulhe a esponja e deixe-a de molho por alguns minutos. Quando retirar, verá que a esponja vai estar limpinha outra vez.

-Remover líquidos recém derramados no tapete: Jogue um pouco de sal sobre a região manchada.
Depois que tiver seca, utilize o aspirador para dar o toque final.

- Remover manchas antigas de líquido no tapete: Misture 1/4 de xícara de sal e 2 colheres (sopa) de vinagre.
Esfregue bem a mistura no tapete e deixe-o secar. Depois é só passar o aspirador.

- Desentupir pias: Coloque 3 colheres de sopa de sal no ralo da pia. Depois acrescente água fervente por cima.
Enquanto a água escoa para dentro dos canos, feche o ralo com um pano para fazer pressão (tenha cuidado para não se queimar).
Você vai ouvir um barulho indicando que o cano está sendo desentupido.

- Eliminar chulé: Lave bem os pés e, em seguida, passe a mistura de vinagre com sal, isso vai impedir o mau cheiro.

- Eliminar cheiro de comida: Para eliminar o cheiro de comida que fica no forno, prepare uma mistura com sal e canela. Depois, ligue o forno por alguns minutos.
Desligue-o e espere um pouco. Com ele ainda quente, borrife a mistura na parte de cima e de baixo deste. Espere o forno esfriar e tire as manchas com um pano úmido.

-Evitar focos do mosquito da dengue: Esta é uma estratégia simples, barata e eficaz no combate ao mosquito da dengue, zika e chicungunha.
Basta colocar sal de cozinha para evitar o desenvolvimento das larvas do Aedes aegypti em locais como vasos sanitários, ralos, pneus e outros.

- Eliminar manchas de mofo nas roupas: faça uma pasta de partes iguais de sal e suco de limão. Aplique a pasta sobre a mancha e leve para secar ao sol.
Depois, lave normalmente.

-Clarear os lençóis: adicione a uma panela grande 5 colheres (sopa) de sal e uma de bicarbonato de sódio.
Encha a panela com água e coloque os lençóis amarelados dentro para ferver de 15 a 30 minutos.
Depois é só desligar, esperar esfriar um pouco e tirar os lençóis para lavá-los com água fria.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista)
quarta-feira, 18 de março de 2020

Doce de Mamão na Panela de Pressão.


INGREDIENTES:

1 kg de mamão verde cortado em cubos (não muito grandes)
1/2 kg de açúcar
3 cravos da Índia
MODO DE PREPARO:

Coloque na panela de pressão, na ordem: o mamão, o açúcar sobre o mamão e os cravos.
Não mexa os ingredientes na panela.
Feche a panela de pressão e coloque em fogo alto. Quando a panela começar a chiar, abaixe o fogo, deixe 2 minutos e desligue.
Não abra a panela e deixe-a fechada por 24 horas.
Após o tempo, abra a panela e despeje em um refratário e terá o doce em pedaços e com uma calda deliciosa.

Créditos da Foto: Andréa Ribeiro.
Receita testada e aprovada.

Coronavírus (COVID-19): O que é, quais são os sintomas, tratamento e prevenção.


O que é coronavírus?

Coronavírus(CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).
Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.
A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Período de incubação do coronavírus

Período de incubação é o tempo que leva para os primeiros sintomas aparecerem desde a infecção por coronavírus, que pode ser de 2 a 14 dias.

Período de transmissibilidade do coronavírus

De uma forma geral, a transmissão viral ocorre apenas enquanto persistirem os sintomas. É possível a transmissão viral após a resolução dos sintomas, mas a duração do período de transmissibilidade é desconhecido para o coronavírus. Durante o período de incubação e casos assintomáticos não são contagiosos.
Fonte de infecção do coronavírus

A maioria dos coronavírus geralmente infectam apenas uma espécie animal ou pelo menos um pequeno número de espécies proximamente relacionadas. Porém, alguns coronavírus, como o SARS-CoV, podem infectar pessoas e animais. O reservatório animal para o coronavírus (COVID-19) ainda é desconhecido.

Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:
Febre, Tosse e Dificuldade para respirar.

Como o coronavírus é transmitido?

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo.
Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1 m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.
É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.
Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa.
Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.
Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe.
O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.
A transmissibilidade dos pacientes infectados por SARSCoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do coronavírus (SARS-CoV-2) sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.
Até o momento, não há informações suficientes de quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus.

Entre as medidas estão:

-Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
-Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
-Evitar contato próximo com pessoas doentes.
-Ficar em casa quando estiver doente.
-Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
-Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
-Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Como é feito o tratamento do coronavírus?

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:
Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).
Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.
Assim que os primeiros sintomas surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.
Todos os pacientes que receberem alta durante os primeiros 07 dias do início do quadro (qualquer sintoma independente de febre), devem ser alertados para a possibilidade de piora tardia do quadro clínico e sinais de alerta de complicações como: aparecimento de febre (podendo haver casos iniciais sem febre), elevação ou reaparecimento de febre ou sinais respiratórios, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor pleurítica (dor no peito), fadiga (cansaço) e dispnéia (falta de ar).
Se você viajou nos últimos 14 dias e ficou doente com febre, tosse ou dificuldade de respirar, deve procurar atendimento médico imediatamente e informar detalhadamente o histórico de viagem recente e seus sintomas.

Fonte da Pesquisa: Ministério da Saúde.
Foto ilustrativa do Google.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico)
sábado, 14 de março de 2020

Vinagrete: comer tomate e cebola juntos garantem importantes benefícios à saúde.


O tomate é um fruto muito saboroso, uma salada que acompanha qualquer comida. 
O tomate é arredondado e de cor vermelha, ele é rico em vitamina C, tem também sais minerais como fósforo, potássio e magnésio; é também rico em licopeno, um agente antioxidante e anticancerígeno que intervém nas reações em cadeia das moléculas de radicais livres, retarda o envelhecimento e pode proteger contra o câncer, inclusive o de próstata e de estômago.
A cebola é uma hortaliça muito usada como tempero para alimentos. É composta por vitaminas A, B e C, e sais minerais como ferro, potássio, sódio, fósforo e cálcio. Por ser rica em flavonóides, tem poder anti-inflamatório e anti-oxidante. Pode ser uma aliada na prevenção de doenças do sistema nervoso, respiratório e circulatório. Previne o câncer e fortalece os ossos. Ela também ajuda a reduzir os níveis do mau colesterol (LDL) e os níveis de triglicerídeos. Além disso, serve para dar beleza ao cabelo e à pele. Tanto a cebola roxa quanto a normal têm por volta de 40 calorias em cada 100 gramas, porém, a cebola roxa apresenta algo a mais: a Antocianina. Esse nutriente auxilia no combate aos radicais livres e na manutenção do sistema imunológico por ser antioxidante.
A mistura do tomate e a cebola traz muitos benefícios à saúde, a sua mistura é rica em nutrientes. O Vinagrete é acompanhamento essencial para as carnes do churrasco e do prato de feijoada.
Receita de como fazer o vinagrete:

3 tomates cortados em cubos pequenos.
1 cebola cortada em cubos pequenos.
½ xícara de azeite.
½ xícara de vinagre
Salsinha, cebolinha verde e sal a gosto.

Em uma vasilha misture todos os ingredientes e estará pronto o delicioso vinagrete.

Dica: para a cebola não ficar com o sabor forte, eu costumo colocar em um prato com um pouquinho de água e coloco no micro-ondas por 20 segundos, e depois escorro a água e misturo com os demais ingredientes. Também gosto de colocar uma colher (sopa) de açúcar no vinagrete para tirar um pouco do azedo.

Eu amo comer vinagrete com arroz.

Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico)
segunda-feira, 2 de março de 2020

Benefícios do Kefir à Saúde: aumenta a imunidade, melhora a densidade óssea, desinflama o intestino e ajuda em doenças inflamatórias do cólon, melhora a digestão da lactose e pode ajudar quem tem intolerância, detona a candidíase, desintoxica do corpo e outros.


Kefir é uma bebida fermentada, originária das montanhas do Cáucaso, cujo substrato mais comum é o leite. É produzida com a submersão temporária dos chamados “grãos de kefir" num substrato, como o leite, água açucarada, leite de coco, sucos etc.
kefir aumenta a imunidade, melhora a densidade óssea, desinflama o intestino e ajuda em doenças inflamatórias do cólon, combate alergias e asma, protege contra o câncer, melhora a digestão da lactose e pode ajudar quem tem intolerância, detona a candidíase e desintoxica do corpo.
As bactérias do kefir podem ser cultivadas em casa com segurança, e a produção da bebida é fácil e se assemelha à produção de iogurte natural. Existem dois tipos de kefir, o de leite e o de água, que contém as mesmas bactérias e leveduras, porém adaptadas a ambientes distintos. Além disso, esses dois tipos de kefir podem ser diferenciados de acordo com a as enzimas presentes em sua composição.

Nesta matéria vamos falar sobre o Kefir de leite, conforme a foto.
Confira os Benefícios do kefir:

-Diminui a prisão de ventre, pois as bactérias boas melhoram a digestão e aceleram o trânsito intestinal;
-Combate inflamações intestinais: flora saudável é o principal fator para evitar doenças;
-Facilita a digestão;
-Ajuda a perder peso: é rico em proteínas e tem baixas calorias;
-Combate a osteoporose: é rico em cálcio;
- Previne e combate a gastrite, especialmente a gastrite causada pela bactéria H. pylori;
-Fortalece o sistema imunológico, pois mantém a flora intestinal saudável, que impede infecção por microrganismos através do intestino.
-Equilibra a flora intestinal e melhora a absorção de nutrientes, sendo ótimo para quem se submeteu a tratamentos com antibióticos e precisa regular o trânsito intestinal.

Kefir de Leite:

O preparo de kefir é muito simples, semelhante à produção caseira de iogurte natural. Pode-se usar qualquer tipo de leite, de vaca, de cabra, ovelha, ou os leites vegetais, de coco, arroz ou amêndoa.

Ingredientes:

2 colheres de grãos de kefir
2 copos de leite

Modo de preparo:

Colocar em um recipiente de vidro os grãos de kefir, o leite fresco, pasteurizado ou não, desnatado, semi-desnatado ou integral. O conteúdo é deixado à temperatura ambiente por aproximadamente 24 horas. O leite fermentado é coado para separar e recuperar os grãos que são adicionados a mais leite fresco, repetindo o processo.

Como cultivar e cuidar do Kefir

Para manter o kefir sempre saudável e produtivo, deve-se sempre armazená-lo em um recipiente com leite após cada fermentação, não utilize utensílios de metal e sempre tampe para que ele não tenha contato com moscas ou formigas. Nos dias mais quentes ou para atrasar o processo de fermentação, pode-se armazenar o kefir na geladeira, mas caso deseje passar mais dias sem usar o kefir para fermentação, os grãos devem ser guardado em um recipiente com tampa ou em saquinhos, e deve ser congelado.
Aos poucos, o kefir vai crescendo com as fermentações e cria uma gosma ou líquido mais espesso, sendo necessário lavar os grãos em água pelo menos duas vezes por semana. É possível guardar parte dos grãos no congelador para ter sempre uma reserva, e o excedente restante pode ser doado para outras pessoas produzirem seu kefir em casa.
Não se deve usar os grãos de kefir que estejam verdes, amarelados ou marrom, porque isso indica que eles já não estão bons para consumir.
O kefir está contraindicado em caso de câncer no sistema gastrointestinal, não deve ser consumido 2 horas antes e depois de tomar remédios com bifosfanato, fluoretos ou tetraciclinas, apenas para evitar que interfira na absorção do medicamento. A fermentação do kefir leva à uma pequena produção de álcool e por isso pode ser prejudicial para portadores de doenças do fígado.
A ingestão excessiva de kefir também pode causar problemas como dores abdominais e diarreia, e por isso é indicado consumir apenas de 1 copo de kefir por dia.

Dica: Bata no liquidificador o leite fermentado com frutas ou sucos (aqueles de pacotinho) do sabor ao seu gosto, fica delicioso.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza e Tua Saúde.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico)

Biotônico Fontoura com Sucupira: aumenta a imunidade, tem ação anti-inflamatória, antirreumática e antioxidante, combate a amigdalite e dor de garganta; diminui a inflamação nas articulações, e outros.


Nesta matéria vamos falar sobre o preparo de Biotônico Fontoura com a Semente de Sucupira, receita antiga dos meus avós, em que meus pais davam pra gente tomar quando éramos crianças na época do inverno para aumentar a imunidade, devido os resfriados e gripes neste período.
A sucupira é uma grande árvore que possui propriedades medicinais e que por isso pode ser usada para aliviar as dores e inflamações do corpo. Ela pertence a família das Fabaceae, e também é conhecida como Cutiúba, Supupina-do-campo, Sicupira, Sicupira-do-cerrado, Sucupira-açu ou Sicupira-parda, sendo muito utilizada para fazer remédios caseiros.
As principais propriedades da sucupira incluem sua ação analgésica, anti-inflamatória, anti-reumática e antioxidante. Além disso, as sementes de sucupira tem ação antitumoral, especialmente contra o câncer de próstata, mas só deve ser consumida com conhecimento do médico oncologista.
Confira os seus benefícios:

-Diminui a inflamação nas articulações: é utilizada para tratar artrite, artrose, reumatismo e artrite reumatoide;
-Alivia as dores causada por problemas como excesso de ácido úrico e inflamações;
- Combate a amigdalite e dor de garanta;
-Aumenta a imunidade, o preparo de Biotônico Fontoura com Sucupira é muito usado por crianças em época de inverno, já que ficam muito resfriadas ou gripadas; receita antiga dos meus avós.
-Ajuda a curar cistos ovarianos e no útero e combate as cólicas;
-Ajuda a cicatrizar feridas na pele, eczemas, cravos nos pés e sangramentos.

A semente de sucupira com o Biotônico Fontoura é um preparo que contribui com a saúde, renovando o funcionamento do organismo a partir dos seus nutrientes. As sementes de sucupira são capazes de prevenir o desenvolvimento de doenças ósseas, tornando a estrutura dos ossos mais resistentes, mesmo com o envelhecimento, segundo contam, é excelente para dores ósseas, hérnia de disco, bicos de papagaio e artrites .
Tomar sucupira com Biotônico, diariamente, a pessoa está proporcionando ao seu corpo um tratamento contínuo contra as dores, um alívio que promete trazer resultados positivos para o bem-estar físico. Doenças como ulceras, reumatismo, artrose, bico-de-papagaio e hérnia de disco são tratadas com eficiência a partir da sucupira. O Biotônico serve apenas de veíiculo, ele também tem seus benefícios, porém seu principal papel é levar os nutrientes da sucupira.

INGREDIENTES:

1 Biotônico Fontoura
2 sementes de sucupira macetadas

MODO DE PREPARO:

Coloque as sementes quebradas dentro do Biotônico Fontoura, deixe descansar por 7 dias. Após comece a tomar 10 ml antes de uma das refeições. Agite antes de usar.
A sucupira não tem efeitos colaterais, sendo bem tolerada, porém a sucupira está contraindicada para grávidas e lactantes e deve ser usada com moderação por pessoas com problemas renais ou no fígado.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *