terça-feira, 31 de julho de 2018

Bicarbonato de Sódio: Remédio Natural para a Candidíase.


Primeiramente vamos explicar o que é a Candidíase. Candidíase é uma infecção causada pelo crescimento excessivo do fungo Cândida Albicans que, normalmente, acontece quando existe um enfraquecimento do sistema imunológico ou porque se fez tratamento com alguns medicamentos, por exemplo: antibióticos, anticoncepcionais e corticosteróides. Os fungos vaginais são causadores de inflamações e infecções na vagina, eles costumam afetar não somente a vagina, mas também os tecidos localizados na abertura dela, a parte externa chamada de vulva.
Este tipo de infecção pode surgir em homens ou mulheres e tem cura, sendo seu tratamento feito com pomadas ou remédios que eliminam os fungos que estão provocando a doença, ajudando no alívio dos sintomas. Os principais sintomas associados a esta condição são a coceira, corrimento esbranquiçado com grumos, semelhante a leite talhado, placas esbranquiçadas na vagina ou na cabeça do pênis, vermelhidão nos lábios vaginais, desconforto ou dor durante o contato íntimo e dor ou queimação ao urinar.
Se você notar alguma destas características de forma persistente, consulte seu médico para obter um diagnóstico mais preciso.
Vamos ensinar a você uma receita natural para o tratamento da Candidíase, que ajudará a prevenir, diminuir e eliminar os sintomas, feito com o bicarbonato de sódio:

1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio
1 litro de água morna fervida

Basta misturar os 2 ingredientes e utilizá-lo para fazer um banho de assento e lavagens genitais. Primeiramente lave a região com água corrente e depois lave com a água com o bicarbonato de sódio. Uma boa dica é colocar esta solução no bidê ou numa bacia e permanecer sentada, em contato com esta água por aproximadamente 15 a 20 minutos, de cada vez. Recomenda-se realizar este banho de assento por 2 vezes ao dia, enquanto persistirem os sintomas.  
Cuidados para evitar a recorrência da candidíase vaginal, como:

-Lavar e secar bem a região íntima.
-Utilizar roupa pouco apertada e prefira calcinhas de algodão.
- Não use toalhas e roupas íntimas de outras pessoas.
-Passe as roupas íntimas com ferro a vapor.
-Utilize sabonetes, absorventes e papel higiênico neutros.

Alimentos que contribuem para tratar a Candidíase:

Além de adotar um dos tratamentos caseiros para candidíase, é fundamental ter um cardápio rico em alimentos que fortaleçam as defesas imunológicas do organismo, já que muitas vezes a baixa imunidade está associada ao aparecimento da candidíase. Entre os alimentos recomendados, estão: Alho, Gengibre, Açafrão-da-terra, Limão, Laranja, Morango, Kiwi, Salsinha, Iogurte natural e Azeite de oliva.

É importante beber 2 litros de água todos os dias, estimulando o organismo para eliminação dos fungos e bactérias.
Caso os sintomas não sejam eliminados em alguns dias após o início dos tratamentos caseiros para candidíase, é indispensável consultar o seu médico que prescreverá o tratamento adequado para cada caso.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da Foto: Andréa Ribeiro
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)

Mulher Indiana realiza o Sonho de Ser Mãe aos 72 anos.


A indiana Daljinder e o marido, o fazendeiro Mohinder Singh Gill, de 80 anos, haviam tentado ter um filho sem sucesso por 46 anos. Depois de vender algumas terras, o casal conseguiu dinheiro suficiente para bancar uma fertilização in vitro. O pequeno Armaan nasceu em abril do ano passado.
Em entrevista, Daljinder afirmou que vem sofrendo com problemas com saúde desde que deu à luz. "Desde que ele começou a engatinhar, eu me apoio sobre minhas mãos e meus joelhos o tempo todo. Tem sido difícil. Meu corpo não aguenta. Já fui a diversos médicos, mas eles apenas me dão remédios para a dor". Apesar das crises de hipertensão e dor nas juntas, a indiana garante que não se arrepende da escolha de se tornar mãe.
“Eu me preocupo com Armaan. Eu tenho que cuidar da minha saúde, mas preciso cuidar da saúde dele também.”
O casal indiano fez o procedimento de fertilização in vitro em uma clínica no estado de Haryana, ao norte da Índia. Eles utilizaram óvulos doados e passaram por tratamentos ao longo de dois anos até conseguirem conceber o pequeno Armaan.
O embriologista responsável pela concepção se chama Anurag Bishnoi. À imprensa, o médico contou que, de início, tentou evitar o caso por conta da idade dos pais. Após algumas avaliações, entretanto, concluiu que a gestação de Daljinder não seria de risco.
A princípio, ela estava muito fraca. Mas depois passou por exames e a situação se normalizou, ela se mostrou apta a engravidar.
O pequeno Armaan nasceu em abril do ano passado com apenas 3,9 libras (o equivalente a 1,7kg). Hoje, o peso dele é de 15 libras (aproximadamente 6 kg), o que ainda é considerado abaixo do ideal para a idade dele. Daljinder acredita que o problema se dê porque ela não conseguiu amamentar o garoto por mais de três meses.

“Meu leite não estava bom e, atualmente, as fraldas para a idade dele ainda são grandes. Já perguntamos aos médicos se há algum remédio que possamos dar para aumentar o peso de meu filho, mas eles apenas dizem para deixá-lo engordar naturalmente.”

Apesar da situação, Daljinder garante que Armaan é um bebê cheio de energia.

“Não importa onde eu esteja, ele engatinha até mim. Ele é uma criança amigável e sorri para todos.”

A indiana Daljinder realizou o sonho de ser mãe aos 72 anos.

Fonte da Pesquisa: O GLOBO. Reportagem de 2017.
terça-feira, 24 de julho de 2018

Yakisoba.


INGREDIENTES:

1 pacote de macarrão para Yakisoba
3 cenouras picadas
300 gramas de Couve flor
300 gramas de Brócolis japonês
1 pimentão vermelho picado
1 pimentão verde picado
1 pimentão amarelo picado
½ Repolho picado
1 cebola
500 gramas de frango ou carne em cubinhos
Azeite a gosto
1 copo de Shoyo.
MODO DE PREPARO:

Deixe a carne no molho Shoyo por meia hora, depois em uma panela leve ao fogo com a cebola e azeite, deixando cozinhar até secar o molho. Após o cozimento, refogue junto todos os restantes dos ingredientes.
Cozinhe o macarrão deixando ao dente.
Molho: 500 ml de água, 1 colher cheia de amido de milho e ½ copo de molho shoyo, levando ao fogo até engrossar.
Misture no macarrão todos os ingredientes e por último coloque o molho.
Agora é só saborear esta deliciosa receita.

Receita testada e aprovada. Créditos da foto: Andréa Ribeiro.

No fundo o que as Mães querem é uma coisa só: QUE SEUS FILHOS SEJAM FELIZES! (Fabíola Simões)


"Uma vez li uma antiga bênção mexicana que dizia assim: “Eu liberto meus pais do sentimento de que já falharam comigo”; e pensei nas inúmeras vezes que julguei as pequenas “faltas” de minha mãe, mesmo quando o erro não era dela. Por ter necessidade de achar um bode expiatório para minhas dificuldades, traumas e aflições, o caminho mais simples e seguro sempre foi acusar a pessoa que mais fácil me perdoaria: minha mãe.
Hoje quero libertar minha mãe do sentimento de que já falhou comigo. Quero que ela saiba que mesmo que eu discorde de algumas atitudes tomadas no passado, sei que ela fez o que julgou que seria melhor para mim no momento. Que ela se sinta leve, sem arrependimentos ou culpas, e que perceba o quanto serviu de pilar e exemplo para nossa casa. Quero que minha mãe entenda que, se ouviu inúmeras vezes que a culpa era dela, mesmo quando fazia de tudo para o barco não afundar, foi porque a imaginávamos forte e doce demais para falhar. Desejo que saiba o quanto sou grata e o quanto compreendo os caminhos, algumas vezes tortos, que trilhou para que fôssemos felizes.
Há uma frase do Padre Fábio de Mello que diz mais ou menos assim:
“Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.”
Não concordo inteiramente com essa frase, quando se trata de relacionamentos amorosos, pois há muita confusão por aí. Porém, em se tratando de coração de mãe, essa frase ganha sentido e autenticidade. Pois, de uma forma geral, aprendemos desde cedo que é ali, naquele colo de cheiro conhecido, que encontramos abrigo, afeição e, de uma maneira que não podemos imaginar, perdão.
Mãe falha tentando fazer o melhor. Falha pela ausência, tentando passar um exemplo de independência. Falha pela presença, tentando ser apoio e companhia. Falha privando e frustrando; falha mimando e cuidando. Falha virando uma leoa em defesa de seus filhotes; falha tentando ser sensata e imparcial. Falha fazendo drama; falha acobertando os erros.
Mãe falha sofrendo no lugar da gente; falha ignorando os sinais. Falha suportando tudo; falha rodando a baiana e colocando os pingos nos is. Porém, o que mãe não faz, é desistir. Mesmo falhando, ela está ali, tentando. Mesmo errando, estará sempre nos abençoando. Mãe jamais cruza os braços. Mesmo que finja ignorar, no fundo de sua alma ela ora a Deus por nossos caminhos. Mesmo saindo de perto, ela não nos abandona. Mesmo não concordando conosco, ela continuará leal a quem somos de fato. Pois só ela nos conhece de verdade, sem as máscaras que adquirimos com o tempo. Só ela conhece nossos medos mais primitivos, e pode explicar a origem daquela angústia ou dificuldade.
Crescemos, adquirimos novos hábitos e costumes, e percebemos que nem tudo foi perfeito na casa onde nascemos. Ficamos críticos, passamos a discordar da educação que tivemos e tentamos agir de outro modo com nossos filhos. Porém, também passamos a repetir aquilo que foi bom. Sem querer, nós nos flagramos repetindo falas e trejeitos de nossos pais, repetindo brincadeiras, receitas e passeios, tentando eternizar tradições.
Hoje peço a Deus que me ajude a perpetuar o grande amor de minha mãe por seus filhos. Que, ao entrar em casa, eu esqueça o peso do meu dia e possa ser leve e presente na companhia de meu filho.
Que eu possa inspirá-lo a ser bom, forte e paciente, mas acima de tudo, que ele entenda meu desejo de que seja mais amoroso consigo mesmo.
Que eu nunca deixe de dobrar meus joelhos e pedir proteção a ele, entendendo que só Deus pode ir aos lugares que eu não alcanço. Que eu consiga acertar mais que errar, mas que ele perdoe minhas falhas e faltas, entendendo que fui aprendiz também, e sempre desejei o seu bem.
Que minha própria mãe se faça presente em alguns de meus pensamentos e gestos, me ajudando a repetir e aperfeiçoar o amor. E que, ao entregar meu filho para o mundo, eu possa confiar no tempo que passamos juntos e acreditar, com satisfação, que ele estará seguro e em paz.
Mas, um dia, ao ver meu filho voltar, espero enxergar em seus olhos o brilho de quem encontrou seu caminho, ou pelo menos está tentando. Pois no fundo o que as mães querem é uma coisa só: que seus filhos sejam felizes."

Por Fabíola Simões
Fonte da Pesquisa: A Soma de todos Afetos.
Site: https://www.asomadetodosafetos.com/
quinta-feira, 19 de julho de 2018

Bolo de Milho Verde de Lata no Liquidificador.


INGREDIENTES:
2 ovos
1 Lata de Milho Verde sem a água (Utilize a lata para as demais medidas)
1 Lata de leite condensado
1 lata de farinha de trigo
1 lata de leite comum.
2 Colheres de sopa de Manteiga ou de óleo.
1 Colher de sopa de Fermento
MODO DE PREPARO:

Coloque os ingredientes no liquidificador e bata por alguns minutos, por último coloque a colher de sopa de fermento e misture.
Despeje em uma forma untada e enfarinhada e asse no forno por mais ou menos 50 minutos.
Após assado, desenforme quando estiver morno.
Agora é só saborear este delicioso bolo de milho.

Receita testada e aprovada. Créditos da Foto: Andréa Ribeiro.

Pesquisar este Blog.

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *