domingo, 24 de setembro de 2017

Gelatina com Creme de Leite.

Ingredientes:

2 caixinhas de gelatina de morango
1 caixinha de creme de leite
2 colheres de sopa de açúcar
Modo de Preparo:

Prepare as gelatinas conforme ensina na caixinha, mas com menos água para ficar mais firme. Depois coloque no liquidificador a gelatina, o creme de leite e o açúcar e bata por 2 minutos. Coloque em uma vasilha e leve a geladeira por 4 a 5 horas.
A gelatina separa do creme de leite e ficam 2 camadas.
Depois de pronta é só saborear esta deliciosa receita.
Créditos das fotos: Andréia Ribeiro.
segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Macarrão Diferente.

Ingredientes:

500 g de macarrão parafuso ou outro de sua preferência
4 batatas médias cozidas
1 lata de creme de leite
1 lata de milho verde
100 g de mussarela fatiada
100 g de presunto fatiado
1 lata de molho de tomate pronto.
200 g de calabresa processada ou triturada no liquidificador
Modo de Preparo:

Cozinhe o macarrão até ficar ao dente.
Bata no liquidificador as batatas cozidas com o creme de leite.
Coloque o macarrão cozido em uma travessa grande, despeje sobre o macarrão o molho de batatas.
Espalhe a calabresa e o milho, e coloque o molho de tomate.
Por último coloque o presunto e a mussarela, espalhe gotas de azeite e orégano para decorar.
Leve ao forno por 15 minutos.

Créditos das fotos: Andréia Ribeiro.
quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Tratamento Caseiro para a Infecção Urinária com Bicarbonato de Sódio e Vinagre de Maçã.

"As mulheres têm períodos da vida nos quais as infecções são mais frequentes: ao sair da fralda, ao iniciar a vida sexual, ao ficar grávida e ao entrar no período pós-menopausa.
Já os homens têm mais infecções após os 50 anos, devido aos problemas de próstata.
Mas, mesmo nesta faixa etária, as mulheres ainda têm mais infecção do que os homens.
Isso provavelmente se dá porque as infecções urinárias ocorrem por penetração de bactérias pela uretra e os homens, por terem uretra mais longa, são naturalmente mais protegidos.
Se você já teve uma infecção urinária, certamente já conhece bem o problema.
Ele começa com uma necessidade frequente de ir ao banheiro. A pior parte é a sensação de queimação terrível que se sente na bexiga ou uretra. As infecções urinárias são tratadas com antibióticos, às vezes até com uma dosagem muito exagerada.

Existem dois excelentes remédios naturais para infecção urinária. Eles não só servem para combater, como agem como um preventivo. E essa ação preventiva é muito importante, pois é comum entre as pessoas que tiveram infecção urinária voltar a ter o problema.
São eles:

Bicarbonato de sódio

O Bicarbonato de sódio é um remédio natural muito potente para infecção urinária.
Ele neutraliza a acidez da urina, o que é muito importante para vencer a infecção.
O outro grande benefício de bicarbonato de sódio é que ele limpa os rins.
Então, se você tem uma infecção no trato urinário, o bicarbonato de sódio pode ajudar e muito!

Como usar:

Para tratar e curar infecções do trato urinário rapidamente, adicione uma colher (chá) de bicarbonato de sódio em um copo de água filtrada e beba uma vez por dia com o estômago vazio. Ou você pode misturar meia colher (chá) de bicarbonato em um copo de água e beber duas vezes por dia com o estômago vazio.
O bicarbonato de sódio deve ser tomado por pelo menos uma semana para tratar e curar a infecção urinária.
Mas você pode tomá-lo por mais tempo (sem exageros, hipertensos tomar com cautela). Use bicarbonato de sódio vendido em farmácias, que é mais puro.
Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é outro poderoso remédio natural para tratar infecção urinária.
É um poderoso tônico de saúde e elixir de cura. Sem dúvida, o vinagre de maçã é um dos mais potentes antivirais, antibacterianos e antifúngicos existentes na natureza.
Ele também ajuda a recolonizar o sistema digestivo com bactérias amigáveis.
Como usar:

Você só precisa misturar uma colher (sopa) de vinagre em um copo de água filtrada e beber de duas a três vezes por dia, pelo menos 20 minutos antes de cada refeição.
Procure um vinagre de maçã de qualidade e de preferência orgânico.
Normalmente este tipo de vinagre você encontra em boas lojas de produtos naturais.

Dicas importantes:

-Beber muita água diariamente é um hábito muito importante para prevenir infecções urinárias.

-Urinar sempre que tiver vontade.
-Sempre urinar e lavar a região logo depois de manter relações sexuais, pois isso reduz as chances de as bactérias entrarem na uretra.
- Após ir ao banheiro, a limpeza deve ser feita de frente para trás: o principal micro-organismo causador da infecção urinária é uma bactéria encontrada na flora intestinal. Assim, após urinar ou defecar, a limpeza com o papel higiênico deve ser feita de frente para trás para não levar bactérias do ânus para o canal vaginal, e se possível, lavar a região."

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico)
terça-feira, 12 de setembro de 2017

Discordar pode. Desautorizar não pode.

"Cada família tem sua criação e seus valores. Quando um casal resolve ter uma vida em comum as diferenças aparecem. Quando resolvem ter um filho, então, os valores a serem passados para essa criança parecem mais diferentes ainda.
Esse é o ponto onde queremos chegar: os pais podem, sim, discordarem em alguns assuntos. O problema começa quando um deles desautoriza o outro na frente do filho.
A discordância entre os pais é saudável para a criança se esta vê que os pais conseguem conversar e chegar a um consenso. O filho percebe que com uma boa conversa, cada um cedendo um pouquinho, ouvindo os argumentos da outra pessoa, se chega a um ponto em comum e tudo se resolve.
O que deixa a criança perdida e sem limites claros é o casal onde a discordância se transforma em desautorização.
É o caso onde a mamãe não deixa o filho passear no parquinho porque tem que fazer a lição de casa. Mas aí chega o papai do trabalho e autoriza a criança ir ao parquinho sem consultar a mamãe ou por achar que mesmo sem ter feito a lição a criança pode brincar. Isso cria um nó na cabeça da criança na questão do "até onde vai o meu limite".
A criança, principalmente dos três aos cinco anos, vai testar os pais até conseguir o que quer. Ela se aproveita dessas situações para alcançar seu desejo.
Se descobrir que com o papai é mais fácil, espera a mamãe sair de perto e pede o que quer para o papai. Se a mamãe é mais "coração mole", o pedido vai esperar o papai sair. Agora, se é chorando ou fazendo um pouco mais de birra ela consegue o que quer, pois é assim que a criança vai agir.
O que fazer?  O ideal é que os limites básicos a serem passados para a criança devam ser discutidos antes entre o casal e depois serem transmitidos para o filho, como doces antes das refeições, hora da lição de casa, passeios, programas de televisão que os pequenos poderão assistir, entre outros.
Se houver uma situação inusitada onde ainda não há um consenso, o melhor é conversar antes de dar uma resposta à criança.
Se o papai não concordou com a atitude da mamãe, que deixou a criança jogar vídeo game mesmo a criança estando de castigo, ele não deve repreendê-la na frente da criança e, sim, chamá-la para uma conversa longe do filho para chegarem a um acordo e isso não mais acontecer.
Se há discussão na frente da criança, esta percebe que os pais não cedem no seu ponto de vista e vai agir automaticamente assim na sua vida, não abrindo mão dos seus desejos, olhando somente para si.
Não podemos "unificar" pensamentos. Isso é uma utopia e completamente abominável. Mas uma boa conversa pode reparar eventuais desequilíbrios entre os pais, mostrando aos filhos que as pessoas têm pensamentos diferentes, sem desrespeito e ouvindo outras argumentações.

Dica:

O não deve ser não sempre. Se a mamãe ou papai não deixa dormir até mais tarde, nem com birra ou choro a concessão deve ser feita.
Ninguém é perfeito, os pais erram também. Se vir que errou, não hesite em mostrar ao seu filho o erro e peça desculpas.
O exemplo é melhor do que as palavras. Mostrar aos filhos que uma boa conversa resolve tudo é melhor do que somente dizer."

Fonte da Pesquisa: Guia do Bebê.
segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Benefícios do Repolho para a Saúde da Mulher e outros.

“O repolho é uma ótima fonte de vitamina C; ajuda a cicatrizar úlceras pépticas; pode ajudar a prevenir o câncer de cólon e os tumores malignos causados pelo estrogênio; além de ser pobre em calorias e rico em fibras, potássio, folato e betacaroteno, um precursor da vitamina A.
Pessoas que consomem grande quantidade de repolho têm menor probabilidade de desenvolver câncer de cólon, graças aos bioflavonóides, aos indóis, à genisteína e a outras substâncias químicas presentes no repolho, que inibem o crescimento de tumores e protegem as células dos danos causados pelos radicais livres liberados quando o organismo queima oxigênio.
Como algumas dessas substâncias aceleram o metabolismo do estrogênio, as mulheres que consomem grande quantidade de repolho têm menos chance de desenvolver câncer de mama, útero e ovário.
 O repolho também é indicado nos casos de úlceras, náuseas, nevralgias, erisipela, gota, reumatismo e rouquidão; bem como é ótimo para o sistema digestivo e para o fígado.
Nos casos citados e como preventivo, toma-se um copo de suco de repolho pela manhã em jejum.
O repolho ajuda na cicatrização de úlceras pépticas, por causa da metionina, um aminoácido encontrado em pequena quantidade nesse vegetal. Basta beber um litro de suco de repolho cru ao dia por no mínimo duas semanas.
Quem tem diabetes pode se beneficiar muito com o repolho. Sabe-se que seu suco, além de reduzir a glicose, ajuda a eliminar o excesso de peso.
O suco de repolho cru pode ser misturado a cenoura ou salsão, para ficar com um sabor mais agradável.”

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos das foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
sábado, 2 de setembro de 2017

ALERTA: saiba o por quê não é recomendável colocar a Cebola Crua na geladeira.

"Apesar da cebola ser um ingrediente bastante popular, nem todo mundo sabe como se deve armazená-la. Quando são bem conservadas, as cebolas podem durar até meses. No entanto, a geladeira não é exemplo de lugar ideal para guardar alhos e cebolas, pois elas só os conservam por alguns dias. Isso acontece porque a temperatura baixa faz com que os bulbos murchem mais rápido.
Quem explica bem é o Departamento de Agricultura Americano.
Segundo ele, as baixas temperaturas levam o amido da cebola a ser convertido em açúcar, o que acaba acelerando o processo de apodrecimento.

O ideal para conservar a cebola é uma temperatura inferior a que encontramos na maioria das cidades brasileiras. No entanto, nada tão frio quanto o refrigerador da sua casa.
Entre 10 e 25 graus é possível manter o bulbo por um bom tempo.
Além de deixar a cebola murcha, a geladeira também pode causar proliferação de fungos.
Segundo especialistas, as cebolas devem ser guardadas num lugar seco, fresco e bem ventilado, de preferência dentro de sacolas de malha.
A cebola é um alimento de baixa caloria e que deixa qualquer comida de panela mais saborosa.
Ela é rica em vitamina C, complexo B e sais minerais, como fósforo, ferro e cálcio.
Além disso, possui grande quantidade de flavonoides, que têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.
A cebola é excelente contra infecções, por isso combate gripes e resfriados.
Além do mais, colabora no tratamento de problemas nos estômago e ajuda a dissolver coágulos sanguíneos.
É exatamente por todos esses benefícios que vale a pena mudar o hábito de guardar a cebola na geladeira e conservá-la corretamente, para preservar melhor suas qualidades.
Enfim, é hora de você fazer como os especialistas recomendam para tirar melhor proveito desse maravilhoso alimento.” 
Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
quarta-feira, 30 de agosto de 2017
segunda-feira, 28 de agosto de 2017
quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Benefícios da Couve para o Crescimento Infantil até a Vida Adulta.

A couve tem mais ferro que a carne e 80% mais que a Vitamina C da laranja. Além disso o cálcio da couve pode ser melhor absorvido pelo nosso organismo que o leite.

Confira os 11 Benefícios do consumo da couve:

- Fortalece o Crescimento Infantil:

É muito difícil fazer com que as crianças consumam verduras e legumes, mas tente incluir a couve na dieta dos pequenos. O consumo de couve melhora significativamente a formação e o fortalecimento do cérebro no crescimento da criança. Também ajuda a controlar o peso, o que pode evitar a obesidade infantil, que tem crescido consideravelmente.
- Para Período de gestação: a couve é excelente para a formação e o fortalecimento do feto.

- Digestão: Couve Possui Alto Teor de Fibra: A couve é uma boa fonte de fibra dietética, que melhora a ação digestiva e evacuações. Isso pode ser extremamente benéfico para pessoas com problemas de digestão.

 - Protege o coração: Couve é uma Excelente Fonte de Ferro: As folhas de couve também são uma boa fonte de ferro para o nosso corpo. O Ferro é necessário no sangue para a produção de hemoglobina e também para o transporte de oxigênio. Um sangue saudável também contribui para a manutenção da frequência cardíaca.
- Antioxidante: Couve é Rico em Vitamina C, a presença de Vitamina C na couve melhora a imunidade por hidratação, proporcionando antioxidantes e a promoção do metabolismo. Todos estes impulsionam o funcionamento do corpo, aumentando a imunidade.

- Anticoagulante: Couve Possui Vitamina K: A Vitamina K também é encontrado na couve que fortalece a saúde do osso do corpo, previne a coagulação do sangue e também auxilia no tratamento da doença de Alzheimer.



- Força e Produção Óssea: A couve tem uma boa proporção de Cálcio, que auxilia no fortalecimento dos ossos e também a sua formação em crianças e adultos.

- Anti-inflamatório: A couve é um tipo de alimento anti-inflamatório e restringe as reações indesejadas dos radicais livres. Estas reações, quando não interrompidas, produzem subprodutos desnecessários e causam inflamação.

- Previne o Câncer: Couve Possui Propriedades Anticâncer: Junto com o efeito de antioxidantes no corpo, a couve também tem o efeito de prevenir as formações cancerosas no corpo.

- Pele e Visão: A Vitamina A presente na couve também previne doenças de pele e melhora a visão.

- Previne o envelhecimento Precoce: Couve é Rica em Vitamina C: A Vitamina C ajuda a reduzir os danos causados pelos radicais livres, que é mais provável de ocorrer quando a pele está sobreposta ao sol. Em outras palavras, a Vitamina C ajuda a prevenir o envelhecimento precoce da pele e auxilia a permanecer ainda mais jovem.
Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos das fotos: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
quarta-feira, 23 de agosto de 2017
segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Bolo Pega Marido.

INGREDIENTES:

1 lata de leite condensado
A mesma medida da lata de leite integral
1 vidro pequeno de leite de coco
1 pacote de coco ralado (100g)
A mesma medida da lata de farinha de trigo comum
1/2 medida da lata de açúcar
3 ovos
3 colheres de sopa de margarina
MODO DE PREPARO:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e
coloque em uma forma untada e enfarinhada.
Leve ao forno médio até dourar, 30 a 60 minutos,
depende do forno.
Faça o teste do palito para retirar do forno.
(Créditos da Foto: Mirian Rosa da Silva)
terça-feira, 15 de agosto de 2017

Febre nas Crianças.

A Febre é o principal motivo de consultas em Pediatria e provavelmente ao lado da tosse são os dois sintomas ou queixas mais comuns dos Pais. O principal problema é que a Febre em si não é uma doença, não mata ninguém e nem sempre quer dizer infecções, como a insolação, a desidratação ou mesmo os excessos de roupa podem levar ao aumento da temperatura do corpo.
Para os Pais de primeira viagem ou aqueles com memória muito fraca, a Febre é muito frequente na vida das crianças, sendo muito raro uma criança até a idade escolar passar mais do que alguns meses sem apresentar febre devido à alta incidência de doenças causadoras de febre como as Gripes, Resfriados, Bronquiolites, Exantemas como Roséola, Infeccioso, Catapora, Enteroviroses e Estomatites.
Fiquem tranquilos que a maioria das doenças causadoras de febre duram menos de 1 semana, sendo que a maioria tem a febre resolvida entre 2-4 dias.
A Febre muitas vezes é deletéria, ou seja causa muito mal estar, dor no corpo, falta de apetite e a tão temida Convulsão com Febre, mas ela também tem seu efeito benéfico com o aumento da imunidade (aumento da liberação das unidades de defesa), da velocidade de circulação do sangue (defesa chega mais rápido), aumento da frequência respiratório (mais oxigênio), liberação das substâncias relacionadas ao estresse que também aumentam a imunidade porém são as causadoras de boa parte de nossos sintomas ao termos febre, além de reduzir a velocidade de replicação dos germes.
Resumidamente, apesar de parecer horrível, o ser humano evoluiu tendo a Febre um fator de alerta para doenças e para melhora da imunidade. Pessoas com o sistema imune muito ruim, como portadores de doenças congênitas do sangue ou pessoas que passaram por quimioterapia recente, muitas vezes não apresentam febre mesmo na presença de doenças graves como Meningite ou Pneumonia.
 Qual temperatura é considerada Febre?

A definição é o aumento da temperatura corporal acima de um valor considerado normal que é de 37,8º C quando a medida for axilar ou 38ºC se a medida for retal. No caso de medida pelo ouvido ou pele com o aparelho especifico, a febre surge a partir de 37,5ºC. Apresentamos uma variação normal da temperatura durante o dia, sendo a mais baixa logo pela manhã e a mais alta no inicio da noite.
A Febre ocorre com muito mais frequência quanto menor a idade, nos meses inverno e na criança que frequenta a pré-escola (como creches ou parquinhos), podendo ocorrer até dois períodos de 2-4 dias por mês em determinadas crianças, isso mesmo, febre a cada 20 dias no inverno não é uma ocorrência incomum.
A vacinação para Gripe reduz o número de episódios de febre nos meses do inverno, mas lembrando que a maioria dos quadros são Resfriados e não Gripes, e estes não reduzem em número com a vacinação anual.
A temperatura deve ser sempre aferida pois estudos demonstram que mais de 50% dos pais erram sobre a presença de febre ao utilizarem as mãos como parâmetro de medida. Consideramos febre abaixo de 39º C como baixa, entre 39 e 40ºC como moderadas e acima de 40º C como alta. Temperaturas próximas de 42º C são consideradas letais.

Quais os Sintomas?

Os sintomas básicos relacionados a Febre e não à doença ou quadro causador são:

Mal estar e falta de vontade
Falta de Apetite
Dores no corpo como cabeça, músculos, juntas ou articulações e barriga
Sonolência
Todos esses sintomas são causados pela Febre quando desaparecem após o uso de medicação para a febre.

O que Causa?


A maioria das febres nas crianças são causadas por Infecções Virais, como Gripes, Resfriados, Diarreia, Bronquiolite, Catapora, Exantemas e etc, perfazendo aproximadamente 70-85% dos casos. Isso demonstra que a maioria das vezes as infecções virais, que sempre são autolimitadas, são as principais causadores de febre e por isso, não é porque seu filho tem febre que ele tem algo grave.
Tanto o valor da febre quanto a sua dificuldade de controle NÃO estão relacionados a doença grave, ou seja febre quase continua de mais de 39ºC não é pior que febre distante uma da outra. O que importa é como a criança fica no intervalo sem febre: se normal e brincando ou se largada e sonolenta.

Padrão Febril Normal

Rotineiramente, as doenças de boa evolução tem um padrão de febre característico (sempre considerar o dia como 24 horas completas de febre):
1º Dia: Febre continua ou quase continua, as vezes acima de 39ºC e retornando a cada 4 – 6 horas.
2º Dia: melhora do padrão com picos mais baixos e resposta mais rápida à medicação, porém com manutenção de pelo menos 3 – 4 picos febris.
3º Dia: momento de decisão. Classicamente a febre começa a espaçar os picos e as vezes desaparece.
4º Dia: último dia das chamadas febres normais, a partir desse dia, toda febre precisa de avaliação médica
As doenças virais apresentam febre com grande intensidade no início e evoluem com espaçamento progressivo dos picos febris ao longo de 2-3 dias e consequente melhora do estado geral.
Já as doenças bacterianas apresentam febre com piora progressiva, cada vez mais picos febris e temperatura mais alta. O uso de antibióticos começa a melhorar a febre após 48 horas ou 5 doses do antibiótico. Se a febre passar antes de 48 horas, ou principalmente antes de 24 horas, de antibiótico é muito provável que o antibiótico é desnecessário e a doença será curada apenas pela imunidade da criança.

O que fazer?

Primeiramente devemos avaliar se não pode existir alguma causa facilmente reversível como excesso de roupas, desidratação ou insolação. Febres abaixo de 39º C não precisam de tratamento medicamentoso necessariamente, sempre avaliar o estado geral da criança, se está brincando, com dor, mal estar, largada ou sonolenta. Sempre que a criança apresenta sintomas desagradáveis relacionados à Febre, devemos medicar para melhorar seu conforto.
Hidratação: a febre e o estado geral da criança doente melhoram com a hidratação, principalmente com água, mas podemos utilizar água de côco, sucos de frutas ou isotônicos.
Medicar: pode-se intercalar diferentes medicações se a febre voltar em menos de 6 horas após a medicação e o efeito total demora até 2 horas:
Dipirona (preferido): mais forte de todas as medicações para febre. Não causa pressão baixa e nem faz as crianças dormirem. Pode ser usada em qualquer idade.
Dosagem: Gotas=1 gota/quilo de peso e solução (50mg/ml)=peso/3 com intervalos de 6/6 horas.
Marcas conhecidas e confiáveis: Genérico, Magnopirol e Novalgina
Paracetamol: potência baixa. Não causa problemas no fígado na dosagem usual. Pode ser usada em qualquer idade.
Dosagem: 200mg/ml=1 1 gota/quilo de peso, Tylenol Bebe (100/ml)=peso/8, solução (32mg/ml)=peso/2,5. Pode ser utilizado 5x/dia com intervalos de 4-6 horas
Marcas conhecidas e confiáveis: Genérico e Tylenol e todas as suas variações.
Ibuprofeno: potencia média, com potencial anti inflamatório. Gosto de usar na fase de nascimento de dentes.
Dosagem: 100mg/ml=0,5 gota/quilo de peso, 50mg/ml=1 gota/quilo de peso e solução 20mg/ml=peso/4
Marcas conhecidas e confiáveis: Genérico e Alivium.
Banho morno: o objetivo do tratamento da febre é melhorar o mal estar, portanto BANHO GELADO NUNCA deve ser dado pelo incomodo gerado. Pode-se dar um banho morno, principalmente de imersão ou banheira por aproximadamente 20 minutos. Deve-se dar a medicação sempre antes do banho.
Nunca dar AAS ou Aspirina, tanto pelo risco relacionado à Dengue, como por aumentar o risco de Síndrome de Reye (hepatopatia, como e risco de vida).

Quando levar ao Médico?

Nas crianças, diferentes dos adultos, apresentam febre em doenças sem nenhuma gravidade ou risco à vida, portanto exceto no caso de orientação das autoridades de saúde, apresentação de um dos purpurasinais de gravidade descritos abaixo ou se você julgar que seu filho está estranho, desde que ele esteja medicado, sem febre e se mantenha estranho. Nos casos abaixo, a criança deve ser avaliado o mais rápido possível, preferencialmente antes de 6-12 horas.
Manchas no corpo vermelhas ou roxas que não seja pancadas ou picadas de inseto.
Febre + vômitos que não param por muita desidratação horas ou com redução do xixi (6hs sem xixi). Risco de Desidratação com olhos fundos, perda turgor da pele (prega) como na figura ao lado.
Febre + dor de cabeça ou na barriga FORTE, faz a criança parar com tudo e que não passa com medicação
Febre + sonolência / irritabilidade excessivaretração subcostal
Febre em crianças menores de 3 meses (principalmente no 1º mês)
Febre + cansaço (olhar para após passar a febre) como na retração abaixo das costelas da figura ao lado
No caso de Convulsão ou Desmaio, mesmo sem febre no momento do incidente.
Na ausência de fatores de risco, as visitas devem iniciar após 48 horas de febre, pois é o momento em que a maioria das doenças que não necessitam de tratamento apresentam melhora do padrão de febre ou mesmo o seu desaparecimento. No caso de manutenção da febre, o ideal é comparecer ao médico a cada 2 dias (48 horas) para reavaliação do diagnóstico e do tratamento já implementado.
Apenas com essa pequena atitude, seu filho irá muito menos em pronto socorros e por consequência, fará uso menos frequente de antibióticos e outras medicações sem necessidade.

Texto do Dr. Christian Helfstein CRM/SP 119.947
Fonte da Pesquisa: Pediatria Virtual.
Créditos da Foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
domingo, 13 de agosto de 2017
terça-feira, 8 de agosto de 2017
quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Gelatina Colorida.


INGREDIENTES:

4 caixinhas de gelatina (sabores a gosto)
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 caixinha de gelatina sem sabor
MODO DE PREPARO:
Prepare separadamente cada sabor de gelatinas conforme instruções na caixinha e leve à geladeira.
Quando já estiverem duras, corte-as em pedaços e coloque em um refratário.
Dissolva a gelatina sem sabor de acordo com as instruções e bata no liquidificador com o leite condensado e o creme de leite.
Despeje o creme branco por cima da gelatina no refratário e leve à geladeira até obter uma consistência firme.
A foto da receita foi decorada com pedaços de morangos, deixando mais deliciosa a gelatina colorida.
(Créditos da Foto: Afranio Hermogenes)
terça-feira, 1 de agosto de 2017

Folha da Goiaba cura Queda de Cabelo, Diarreia, Acne, Tosse ou Bronquite e Infecções.

A goiaba e suas folhas são ricas em vitaminas e minerais, o fruto é muito saboroso e suas folhas tem muitos benefícios para a saúde e são muito usadas para tratamentos.
As propriedades da goiabeira são principalmente ação digestiva, antibiótica, cicatrizante, anti-hemorrágica e relaxante.
Benefícios das folhas da Goiaba.

- Elimina queda de cabelo:

Prepare o chá das folhas de goiaba. Espere esfriar e aplique no couro cabeludo massageando forte. Depois enxágue bem com água. Faça isso pelo menos três vezes por semana.

- Elimina acne e cravos:

Triture as folhas e aplique sobre a acne e os cravos. Deixe por um tempo e, em seguida, enxágue. Faça vários dias até que a pele fique limpa e clara.

- Tratamento para bronquite e tosse:

Faça um chá das folhas da goiabeira e tome-o por vários dias, até cessarem os sintomas.

- Combate a diarreia:

Ferva algumas folhas da goiaba com 2 colheres (sopa) de farinha de arroz em dois copos de água. Beba duas vezes por dia.

- Tratamento de feridas e infecções:

Triture as folhas e aplique na parte afetada. Isso previne a infecção e acelera a cicatrização.

Obs: Lave bem as folhas da Goiaba antes de fazer os preparos e as aplicações na pele ou no couro cabeludo, espere esfriar antes de usar.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da Foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)
segunda-feira, 31 de julho de 2017
domingo, 30 de julho de 2017
sábado, 29 de julho de 2017

Alho em leite cura tosse, asma, pneumonia, tuberculose, problemas cardíacos, insônia, artrite e outras doenças.

Vamos apresentar a você e a sua família uma bebida que funciona como um medicamento e é excelente para a saúde em geral. Esta bebida é feita com uma mistura de alho e leite quente.
 

INGREDIENTES:

500 ml de leite
10 dentes de alho descascados e picados
2 ou 3 colheres de chá de açúcar
250 ml de água

MODO DE PREPARO:
 

Coloque em uma panela a água e o leite. Adicione o alho e coloque a panela no fogo. Espere até a mistura começar a ferver. Mantenha o fogo na temperatura média, sem parar de mexer até que metade inicial da mistura evapore. Coe e acrescente o açúcar à mistura. Esta bebida é melhor quando servida quente.
BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE:

Asma: Consumir três dentes de alho todas as noites você vai aliar os sintomas da asma.
Pneumonia: Consumir esta mistura três vezes por dia vai tratar com sucesso sua pneumonia
Problemas cardíacos: esta bebida reduz eficazmente os níveis de colesterol LDL, também conhecido como o mau colesterol, evitando a formação de coágulos, melhorando, assim, o sistema circulatório.
Curar icterícia: o alho é ótimo para eliminação das toxinas indesejadas do corpo. Esta propriedade é devido ao fato de que o alho ativa as enzimas do fígado.


Artrite: Consuma a bebida em uma base diária, você reduzirá os sintomas da artrite, incluindo a inflamação e a dor.
Insônia: ajuda a aliviar os problemas de sono, devido aos compostos calmantes contidos no alho.
Tosse: combinado com açafrão, esta bebida é excelente para o tratamento da tosse persistente. O alho tem efeitos antibacterianos potentes, o que o torna um incrível remédio contra a tosse. Você pode também adicionar mel a mistura, assim você terá um excelente expectorante para se livrar da tosse.
Tuberculose dos pulmões: esta mistura é muito benéfica para o tratamento de doenças do tórax. Os componentes de enxofre do alho faz este remédio ser muito eficaz.
Colesterol: Consuma a bebida quente continuamente por uma semana, você vai reduzir os níveis de lipoproteína de baixa densidade (LDL), ou o mau colesterol, e você irá aumentar os níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL), ou o bom colesterol em seu corpo.
Saúde digestiva: as poderosas propriedades antissépticas do alho torna-o muito eficiente quando se trata de impulsionar o sistema imunológico e manter a saúde digestiva. 

Você pode acrescentar esta receita no seu dia a dia de maneira muito simples, recomenda-se pela manhã e a noite ao deitar, mas você pode bebê-la na hora em que achar necessário, não existe regras para seu consumo. Tome de 1 a 2 copos por dia e pode ir variando de acordo com seu gosto.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da Foto: Andréia Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre o seu médico)
sexta-feira, 21 de julho de 2017

As Mães!

"Existem mães que trabalham fora,
existem mães que largam o emprego
para ficar com o filho.
Existem mães que compartilham a cama, existem mães 
que preferem cada um no seu lugar.
Existem mães solteiras, existem mães casadas e
existem mães divorciadas.
Existem mulheres diferentes e com pensamentos diferentes.
Mas todas tem uma coisa em comum:
Amam o seu filho mais que tudo na vida."
terça-feira, 18 de julho de 2017
segunda-feira, 17 de julho de 2017
sexta-feira, 14 de julho de 2017
segunda-feira, 10 de julho de 2017
sexta-feira, 7 de julho de 2017
quinta-feira, 6 de julho de 2017
terça-feira, 4 de julho de 2017
segunda-feira, 3 de julho de 2017

Sintomas e Tratamento Caseiro para os Fungos Vaginais.

"Os fungos vaginais são causadores de inflamações e infecções na vagina, sendo que o mais comum deles é conhecido como Candida albicans. Eles costumam afetar não somente a vagina, mas também os tecidos localizados na abertura dela, a parte externa chamada de vulva.
Os principais sintomas associados a esta condição são a coceira, corrimento vaginal com odor e vermelhidão nos lábios vaginais. Se notar alguma destas características de forma persistente, consulte seu médico para obter um diagnóstico mais preciso.
Entretanto, você também pode prevenir e iniciar o tratamento de infecções causadas por fungos através de alguns hábitos e remédios naturais, que certamente poderão ser de grande ajuda.
 Hábitos para tratar os fungos vaginais

Alimentação

Os fungos se alimentam de açúcar, por isso é importante reduzir ou até cortar temporariamente o seu consumo, se você estiver sentindo os sintomas de infecção vaginal. Evite doces, refrigerantes e pães feitos com fermento. Além disso, reduza o consumo de bebidas alcoólicas que contenham açúcar e, principalmente, de cerveja, que também contém fermento.

Higiene íntima

Este é um hábito que devemos ter sempre, mas que deve ser intensificado quando suspeitamos de uma infecção por fungos vaginais. Não use produtos perfumados na região íntima, já que eles podem causar irritação e piorar a situação. Lave-se todos os dias utilizando um sabonete suave e próprio para este fim, que pode ser encontrado em qualquer farmácia.

Mantenha-se sempre seca

Depois de sair do banho ou se lavar, é fundamental secar-se sempre muito bem. Os fungos se desenvolvem melhor em ambientes úmidos, por isso devemos nos manter sempre secas para evitar criar condições favoráveis ao seu crescimento.

Roupas íntimas

Evite usar calcinhas apertadas e feitas de materiais sintéticos. Dê prioridade, sempre que possível, para peças mais soltinhas, feitas de tecidos respiráveis. Se estiver com fungos vaginais, lave suas roupas íntimas usando um pouco de vinagre diluído em água, para eliminar qualquer vestígio deles nas calcinhas.

Outro ponto fundamental que não pode ser esquecido é a roupa de banho quando vamos à praia ou à piscina. Evite ficar muito tempo usando o biquíni molhado, já que ele cria as condições ideais para o aparecimento dos fungos.

Remédios caseiros para tratar os fungos vaginais:

Vinagre

O vinagre possui a capacidade de regular o pH da vagina, que no geral fica próximo de 4,5. Dessa forma, ele é naturalmente ácido, e deve ser mantido assim para evitar inflamações. No caso do pH vaginal estar em níveis anormais, o vinagre pode atuar como um ótimo aliado, já que aumenta a acidez da região.
Por esse motivo, um tratamento caseiro interessante para tratar os fungos vaginais é diluir um pouco de vinagre em água, e lavar a região íntima suavemente usando esta combinação. Você também pode fazer um banho de assento ou aplicar esta solução usando um pano.

Iogurte

Os iogurtes são capazes de aumentar os níveis de imunidade das mucosas intestinais e vaginais, por isso vale a pena incluí-los com mais frequência na dieta para prevenir os fungos. A presença de probióticos, bactérias do bem, também ajuda a combater infecções ativas na região íntima.
Você pode espalhar suavemente um pouco de iogurte na parte externa da vagina, para aliviar a coceira e a irritação e tratar a infecção. Outra alternativa é diluí-lo em água morna e aplicá-lo na região, fazendo um banho de assento ou usando um pano.

Alho

O alho é um dos mais poderosos anti-inflamatórios naturais, e suas propriedades antifúngicas são realmente impressionantes. Por esse motivo, ele pode atuar como um excelente aliado na luta para tratar os fungos vaginais.
Além de aumentar o seu consumo na dieta, outra opção para aproveitar os seus benefícios é bater um dente de alho no liquidificador junto com um litro de água. Esquente um pouco a água até que ela atinja uma temperatura morna, e aplique na região íntima através de um banho de assento.

Malva

A malva é uma planta medicinal que pode ser eficaz no tratamento de fungos vaginais, já que ajuda a combater todos os seus sintomas. Além de ser capaz de reduzir a inflamação no local, ela ainda nos proporciona um efeito calmante e analgésico, importante para lidarmos melhor com a coceira, o incômodo e a irritação característicos desta condição.
Para aproveitar seus benefícios, basta ferver algumas folhas de malva em 1 litro de água. Deixe esfriar, coe, e então faça um banho de assento com o líquido obtido. Se for mais fácil, você também pode aplicá-lo na região vaginal com a ajuda de um pano."
(Fonte da Pesquisa: Melhor com Saúde)

Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico.
sábado, 1 de julho de 2017
segunda-feira, 26 de junho de 2017

Tratamento Natural para Mioma e Cisto no Ovário.

"O mioma é um tumor benigno derivado do músculo liso do útero, muito frequente em mulheres com mais de 35 anos de idade. É muito grande a quantidade de mulheres que têm mioma, boa parte só fica sabendo quando faz o exame ginecológico.
A medicina natural vê como as principais causas do desenvolvimento de um mioma o uso de anticoncepcionais e as carnes, especialmente o frango, devido à grande quantidade de hormônios e aditivos.
As mulheres que são obesas têm mais risco de desenvolver um mioma.
Mas as magras não estão livres da doença, pois há outros fatores de risco, como a idade e o estado emocional (estresse, ansiedade, autocrítica exagerada).

   O cisto de ovário é uma alteração benigna, que pode aparecer em mulheres jovens e idosas, e que não tem relação com câncer na imensa maioria dos casos. O cisto ovariano é uma lesão que, quando pequena, não costuma provocar sintomas e pode desaparecer espontaneamente com o tempo.
Eles são como pequenas bolsas cheias de líquidos, que podem nascer tanto fora, quanto dentro do ovário.
Esse processo ocorre quando a mulher atravessa o período de ovulação e desenvolvem, naturalmente, pequenos folículos.
Quando essas bolsas não são removidas, tendem a aumentar e iniciar a formação dos cistos ovarianos.
Uma dor aguda no abdome pode ser um sinal de que este mal está por perto.

Existem dois excelentes tratamentos naturais que servem tanto para mioma como para cistos no ovário.
Aqui estão eles:


1. Aipo e melão

O aipo é também chamado de salsão.
Bata no liquidificador 1 xícara de melão picado e 2 talos de aipo.
Comece com o melão e, depois, adicione o aipo.
Se for preciso, para facilitar a mistura, acrescente um pouco de água.
Tome imediatamente.
Atenção: o aipo não pode ser consumido por mulheres grávidas.
E, se tiver pressão baixa, faça o suco apenas com melão.


2. Unha-de-gato e uxi-amarelo

É o nosso remédio caseiro favorito para mioma.

Faça, pela manhã, o chá de unha-de-gato.
Ferva meio litro de água (de preferência em panela de vidro ou inox), adicione uma colher de sopa da erva e leve ao fogo até ferver.
Consuma pela manhã, morno, em duas doses.
À tarde ou à noite, faça o chá de uxi-amarelo, da mesma forma como você fez o outro.
Espere amornar e beba em duas doses.
Estas plantas você encontra em lojas de produtos naturais."
Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.

(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico.)
sexta-feira, 23 de junho de 2017
quinta-feira, 22 de junho de 2017

Sintomas e Tratamento Caseiro para os Fungos Vaginais.

"Os fungos vaginais são causadores de inflamações e infecções na vagina, sendo que o mais comum deles é conhecido como Candida albicans. Eles costumam afetar não somente a vagina, mas também os tecidos localizados na abertura dela, a parte externa chamada de vulva.
Os principais sintomas associados a esta condição são a coceira, corrimento vaginal com odor e vermelhidão nos lábios vaginais. Se notar alguma destas características de forma persistente, consulte seu médico para obter um diagnóstico mais preciso.
Entretanto, você também pode prevenir e iniciar o tratamento de infecções causadas por fungos através de alguns hábitos e remédios naturais, que certamente poderão ser de grande ajuda.

Hábitos para tratar os fungos vaginais

Alimentação

Os fungos se alimentam de açúcar, por isso é importante reduzir ou até cortar temporariamente o seu consumo, se você estiver sentindo os sintomas de infecção vaginal. Evite doces, refrigerantes e pães feitos com fermento. Além disso, reduza o consumo de bebidas alcoólicas que contenham açúcar e, principalmente, de cerveja, que também contém fermento.

Higiene íntima

Este é um hábito que devemos ter sempre, mas que deve ser intensificado quando suspeitamos de uma infecção por fungos vaginais. Não use produtos perfumados na região íntima, já que eles podem causar irritação e piorar a situação. Lave-se todos os dias utilizando um sabonete suave e próprio para este fim, que pode ser encontrado em qualquer farmácia.

Mantenha-se sempre seca

Depois de sair do banho ou se lavar, é fundamental secar-se sempre muito bem. Os fungos se desenvolvem melhor em ambientes úmidos, por isso devemos nos manter sempre secas para evitar criar condições favoráveis ao seu crescimento.

Roupas íntimas

Evite usar calcinhas apertadas e feitas de materiais sintéticos. Dê prioridade, sempre que possível, para peças mais soltinhas, feitas de tecidos respiráveis. Se estiver com fungos vaginais, lave suas roupas íntimas usando um pouco de vinagre diluído em água, para eliminar qualquer vestígio deles nas calcinhas.

Outro ponto fundamental que não pode ser esquecido é a roupa de banho quando vamos à praia ou à piscina. Evite ficar muito tempo usando o biquíni molhado, já que ele cria as condições ideais para o aparecimento dos fungos.

Remédios caseiros para tratar os fungos vaginais:

Vinagre

O vinagre possui a capacidade de regular o pH da vagina, que no geral fica próximo de 4,5. Dessa forma, ele é naturalmente ácido, e deve ser mantido assim para evitar inflamações. No caso do pH vaginal estar em níveis anormais, o vinagre pode atuar como um ótimo aliado, já que aumenta a acidez da região.
Por esse motivo, um tratamento caseiro interessante para tratar os fungos vaginais é diluir um pouco de vinagre em água, e lavar a região íntima suavemente usando esta combinação. Você também pode fazer um banho de assento ou aplicar esta solução usando um pano.

Iogurte

Os iogurtes são capazes de aumentar os níveis de imunidade das mucosas intestinais e vaginais, por isso vale a pena incluí-los com mais frequência na dieta para prevenir os fungos. A presença de probióticos, bactérias do bem, também ajuda a combater infecções ativas na região íntima.
Você pode espalhar suavemente um pouco de iogurte na parte externa da vagina, para aliviar a coceira e a irritação e tratar a infecção. Outra alternativa é diluí-lo em água morna e aplicá-lo na região, fazendo um banho de assento ou usando um pano.

Alho

O alho é um dos mais poderosos anti-inflamatórios naturais, e suas propriedades antifúngicas são realmente impressionantes. Por esse motivo, ele pode atuar como um excelente aliado na luta para tratar os fungos vaginais.
Além de aumentar o seu consumo na dieta, outra opção para aproveitar os seus benefícios é bater um dente de alho no liquidificador junto com um litro de água. Esquente um pouco a água até que ela atinja uma temperatura morna, e aplique na região íntima através de um banho de assento.

Malva

A malva é uma planta medicinal que pode ser eficaz no tratamento de fungos vaginais, já que ajuda a combater todos os seus sintomas. Além de ser capaz de reduzir a inflamação no local, ela ainda nos proporciona um efeito calmante e analgésico, importante para lidarmos melhor com a coceira, o incômodo e a irritação característicos desta condição.
Para aproveitar seus benefícios, basta ferver algumas folhas de malva em 1 litro de água. Deixe esfriar, coe, e então faça um banho de assento com o líquido obtido. Se for mais fácil, você também pode aplicá-lo na região vaginal com a ajuda de um pano."
(Fonte da Pesquisa: Melhor com Saúde)

Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista.
Consulte sempre seu médico.
quarta-feira, 21 de junho de 2017

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *