terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Pitaya é uma fruta exótica que possui poder antioxidante; previne e controla doenças crônicas; combate doenças cardiovasculares; e outros.

A pitaya é uma fruta exótica, atraente e muito deliciosa, que possui muitos benefícios à saúde. A pitaya tem sua origem na América Latina, é o fruto de um cacto e é considerada uma fruta tropical, tem um sabor suave, como uma mistura de kiwi e melão. O termo "pitaia" significa "fruta escamosa".
 Existem 3 principais variações da fruta:

-Pitaya branca: tem casca rosa e é branca por dentro, sendo a mais fácil de encontrar no Brasil;
-Pitaya vermelha: tem uma cor rosa-avermelhado por fora e é rosa-vermelha-púrpura por dentro, sendo também encontrada no Brasil;
-Pitaya amarela: tem a casca amarela e é branca por dentro, sendo mais comum na Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela.
Todas elas contém inúmeras sementes pretas comestíveis distribuídas em toda sua polpa.

Confiram os benefícios da pitaya à saúde:

- Ajuda a emagrecer: por ser uma fruta pobre em calorias e rica em fibras, quando consumida gera uma ação termogênica, que estimula o metabolismo, ajudando assim a eliminar gorduras e também controlar o apetite.

-Poder antioxidante: Essa fruta protege as células, ajuda na digestão, na pressão e combate a anemia porque é rica em vitaminas e minerais.

-Previne e controla doenças crônicas: devido à sua composição nutricional, a pitaya ajuda a combater o câncer (ação antioxidante), doenças cardíacas (pois auxilia na redução do LDL colesterol), e melhora a pressão arterial (devido ação da captina, uma substância presente na fruta).

- Combate doenças cardiovasculares: suas sementes contêm ácidos graxos essenciais como os ômega 3;

- Regula o intestino: possui oligossacarídeos, que são fibras que combatem a prisão de ventre; -Regula a pressão arterial: por ser uma fruta bastante rica em água que estimula a produção de urina, reduzindo o acúmulo de líquidos no organismo;

- Combate a anemia e osteoporose por conter vitaminas e minerais importantes como ferro, fósforo, vitaminas B, C e E.

- A pitaya tem ainda uma substância chamada de tiramina, que ativa um hormônio no organismo chamado glucagon, estimulando o próprio corpo a utilizar as reservas de açúcar e gordura e transformá-las em energia.

No Brasil, a pitaya pode ser encontrada de dezembro a maio na região sudeste. Além disso, é muito cultivada no resto da América do Sul, Israel e China.
Para comer a pitaya deve-se cortar a fruta ao meio, e comer somente a sua polpa. A polpa da pitaya também pode ser usada em saladas, para preparar suco ou vitamina, geleias, sorvetes ou doces.

Fonte da Pesquisa: Google.com
Créditos da foto: Lara Guadalupe Araújo.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico).

Deixe o primeiro comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *