sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Alecrim: combate a tosse, gripes e asma, reduz o stress, fortifica o couro cabeludo e anti-caspa, ajuda no tratamento de hemorroidas e outros.


O alecrim é uma erva aromática comum na região do Mediterrâneo ocorrendo dos 0 a 1500 metros de altitude, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.
O Alecrim é também chamado de erva da alegria, seus óleos essenciais favorecem a produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem estar. Ele é muito utilizado como aromatizante de ambientes, por ter odor agradável, e realça os sabores de alimentos como assados, carnes, legumes, molhos e pães.
A erva é considerada um excelente fitoterápico, por conter substâncias bioativas. As folhas secas ou frescas do alecrim são utilizadas para a preparação de chás e tinturas. As partes floridas são empregadas na produção de óleo essencial.
Conheça os seus benefícios: 

-Combate a tosse, gripe e asma:
Por ser estimulante, o alecrim é indicado para controle da tosse e da gripe, além de combater crises de asma. As tosses acompanhadas com catarros também são eliminadas pelo alecrim devido a sua excelente ação expectorante.

- Auxilia o tratamento de dores reumáticas e contusões:
Uma solução natural para o reumatismo que ajuda a aliviar as dores é utilizar compressas de alecrim. Pode-se aplicar o alecrim in natura ou o óleo essencial. Também é eficaz no tratamento de entorses e contusões.

-Diurético e ajuda a digestão:
O alecrim é rico em minerais como o potássio, cálcio, sódio, magnésio e fósforo. A ingestão dessas vitaminas e minerais favorece a perda de peso por ter ação diurética. O chá do Alecrim é digestivo e sudorífero, o que faz aliviar os sintomas da má digestão. Além disso, auxilia na limpeza do fígado.

-Auxilia a menstruação:
O chá do alecrim facilita a menstruação e alivia as cólicas menstruais.

-Reduz gases intestinais:
Doses diárias do chá ou da tintura de alecrim são indicados para redução de gases intestinais, responsáveis pelo incômodo de muitas pessoas, por ter ação carminativa.

- Reduz o stress:
Conhecido por relaxar os nervos e acalmar os músculos, o alecrim aumenta o fluxo sanguíneo estimulando o cérebro e a memória. Por conter ácido carnósico, um ácido com propriedades antioxidantes essencial para o sistema nervoso, ajuda a lidar com situações de stress. Muito indicado para situações de estafa mental.

-Tratamento de hemorroidas:
Para o tratamento via oral de hemorroidas inflamadas, o consumo da tintura do alecrim, por dez dias, pode ser eficaz. -Reduz o mau hálito:
A tintura diluída em água serve para bochechos contra o mau hálito, aftas, estomatites e gengivites.

-Tratamento para o couro cabeludo:
Indicado como fortificante do couro cabeludo, como anti-caspa e também contra a queda de cabelo.

- Inseticida natural: plantado na horta, protege as outras plantas.
Ramos de alecrim frescos, colocados entre as roupas, combatem traças.

- Desinfetante de alecrim:
Ferver folhas e pequenos caules de alecrim durante meia hora. Quanto menos água, mais concentrado será. Espremer e usar para limpar louças e casas de banho. Para desengordurar melhor, misturar um pouco de detergente. Guardar na geladeira. Dura uma semana.

Atenção: O chá ou tintura deve ser evitado na gravidez ou lactação, menores de 12 anos, prostáticos e pessoas com diarreia. A ingestão de doses elevadas provoca irritações gastrointestinais e nefrite  A essência de alecrim pode ser irritante para pele.

Modo de Preparo do Chá:

Alecrim fresco:

Coloque um litro de água para ferver, depois de fervida desligue o fogo e adicione um ramo de alecrim. Tampe e deixe repousar por uns 5 minutos e coe.
Tome uma xícara ao dia de preferência sem adoçar.

Alecrim seco:

Ferva um litro de água e adicione 50 gramas de alecrim seco. Deixe ferver por 5 a 10 minutos e após desligue a fervura e coe a mistura.
Beba uma xícara por dia. Pode guardá-lo num recipiente e colocar na geladeira para outros dias.

Fonte da Pesquisa: Cura pela Natureza.
Créditos da foto: Andréa Ribeiro.
(Esta matéria é informativa e não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.)

Deixe o primeiro comentário

Pesquisar este Blog.

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *